Prevalência e impacto da incontinência urinária na qualidade de vida em mulheres no período pós-menopausa

Autores

  • Bianca Zezi União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.
  • Hellen da Silva Camargo União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.
  • Jaqueline Cortezia de Souza União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2016.v4.n2.3484

Palavras-chave:

Análise SWOT. Motel. Estudo de caso.

Resumo

Introdução: A Sociedade Internacional de Continência (International Continence Society) define Incontinência Urinária (IU) como “a queixa de qualquer perda involuntária de urina” relatada pelo paciente. Objetivos: Investigar a prevalência de IU em mulheres que estão vivenciando a pós-menopausa e verificar o quanto ela interfere na qualidade de vida. Metodologia: O presente estudo caracterizou-se por ser uma pesquisa do tipo descritiva, no qual se verificou a prevalência da IU e a qualidade de vida em 150 participantes da cidade de Olímpia e São José do Rio Preto/SP. Os questionários utilizados foram o King’s Health Questionnaire (KHQ) e o “International Consultation on Incontinence Questionnaire – Short Form” (ICIQ-SF). Resultados: O estudo apresentou prevalência da IU em 48,66%na amostra estudada. Conclusão: O impacto da IU na qualidade de vida foi nenhum em 61,33%, verificando que as avaliadas que apresentaram IU, não a consideravam como um problema que causasse impacto na sua qualidade de vida.

Palavras-chave: Incontinência Urinária; Menopausa; Fisioterapia.

Biografia do Autor

Bianca Zezi, União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.

Pós-Graduada em Fisioterapia na Saúde da Mulher.

Hellen da Silva Camargo, União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.

Graduada em Fisioterapia.

Jaqueline Cortezia de Souza, União das Faculdades dos Grandes Lagos - Unilago, São José do Rio Preto/SP.

Graduada em Fisioterapia.

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

ZEZI, B.; CAMARGO, H. da S.; SOUZA, J. C. de. Prevalência e impacto da incontinência urinária na qualidade de vida em mulheres no período pós-menopausa. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 4, n. 2, p. 12–21, 2017. DOI: 10.22298/rfs.2016.v4.n2.3484. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/3484. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos