Análise da capacidade respiratória em um grupo de praticantes de equoterapia

Autores

  • Letícia Haiduki Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Erechim.
  • Márcia Bairros de Castro Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Erechim.
  • Aline Maria Tonatto Centro de Fortalecer Equoterapia.
  • Marisa Calgarotto Centro de Fortalecer Equoterapia.
  • Adriana Marcia Petry Santana Centro de Fortalecer Equoterapia.

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2016.v4.n2.3537

Resumo

Introdução: A função muscular respiratória pode ser analisada pela força muscular respiratória, capacidade vital, resistência muscular e complacência pulmonar. A hipotonia e hipertonia, característica das crianças portadoras de necessidades especiais, podem causar uma incapacidade de produzir força muscular respiratória, resultando em um padrão respiratório anormal. Uma das formas de intervenção terapêutica é a equoterapia. Objetivos: verificar os efeitos da equoterapia sobre a capacidade respiratória em um grupo de crianças portadoras de necessidades especiais. Materiais e métodos: a avaliação contou com preenchimento de um questionário de identificação, seguida do teste de manovacuometria. As sessões de equoterapia foram iniciadas após a coleta dos dados. Os pacientes receberam atendimento uma vez por semana, em um período de dez semanas, com o tempo de 30 minutos cada sessão, totalizando dez sessões. Após esse período de dez sessões, os participantes foram reavaliados, conforme protocolo da avaliação inicial, para análise dos resultados. Resultados: observou-se que, após as dez sessões de equoterapia, houve melhoria da força muscular dos praticantes tanto para PEMáx como PIMáx; no entanto, mostrando-se com diferenças significativas em PEMáx. Considerações finais: Os resultados obtidos permitem concluir que essa forma de tratamento pode contribuir para capacidade respiratória dos praticantes. Portanto o movimento tridimensional do cavalo trabalha de forma sinergética e os resultados são alcançados de forma conjunta.

Palavra-chave: Capacidade respiratória; Equoterapia; Necessidades especiais.

Biografia do Autor

Letícia Haiduki, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Erechim.

Estagiária do Curso de Fisioterapia.

Márcia Bairros de Castro, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Erechim.

Fisioterapeuta. Doutora e Docente do Departamento de Ciências da Saúde.

Aline Maria Tonatto, Centro de Fortalecer Equoterapia.

Fisioterapeuta do Centro de Fortalecer Equoterapia.

Marisa Calgarotto, Centro de Fortalecer Equoterapia.

Psicóloga do Centro de Fortalecer Equoterapia.

Adriana Marcia Petry Santana, Centro de Fortalecer Equoterapia.

Assistente Social do Centro de Fortalecer Equoterapia.

Downloads

Publicado

2017-05-29

Como Citar

HAIDUKI, L.; DE CASTRO, M. B.; TONATTO, A. M.; CALGAROTTO, M.; PETRY SANTANA, A. M. Análise da capacidade respiratória em um grupo de praticantes de equoterapia. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 4, n. 2, p. 38–43, 2017. DOI: 10.22298/rfs.2016.v4.n2.3537. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/3537. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos