Perfil epidemiológico e clínico de pacientes encaminhados para Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica fase II

Autores

  • Patrícia da Silva Klahr Laureate International Universities Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Kássia Fabiélen Soares Rocha Oliveira Centro Universitário FADERGS
  • Christian Corrêa Coronel Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul Centro Universitário La Salle Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.v6i2.4541

Palavras-chave:

Crédito Rural, Santa Catarina, Agricultura Familiar

Resumo

Introdução: As doenças cardiovasculares são consideradas a principal causa de morte no mundo, ocasionando elevadas taxas de morbidade e altos custos governamentais com saúde. Os programas de reabilitação cardíaca introduzidos no Brasil, na década de 1960, centrados na prática de exercício físico, são considerados um processo de restauração das funções físicas e psicossociais em indivíduos com doença cardiovascular, sendo seus benefícios já bem documentados. No entanto, a participação dessas populações ainda é modesta e o perfil epidemiológico dos participantes nos programas de reabilitação cardiopulmonar ainda precisa ser melhor estudado. Objetivo: Descrever o perfil epidemiológico e clínico dos pacientes cardiopatas em Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica fase II. Métodos: Estudo observacional transversal qualitativo, com amostragem por conveniência. O teste de normalidade utilizado foi Kolmogorov-Smirnov e a estatística descritiva foi realizada utilizando média e desvio padrão e mediana e intervalos interquartis. Resultados: Participaram 264 pacientes cardiopatas, com idades entre 16 e 89 anos, a maioria da amostra era do sexo masculino (60,6%) e estavam acima da faixa de peso considerada normal (80,3%). A etiologia isquêmica (58%) foi a mais prevalente e os principais fatores de risco foram hipertensão arterial sistêmica, sedentarismo e história familiar. O procedimento cirúrgico mais prevalente foi a cirurgia de revascularização do miocárdio 56 (21,2%) e o tempo mediano entre o procedimento cirúrgico e o início da fase II foi de um mês. Conclusão: O perfil epidemiológico e clínico dos pacientes cardiopatas encaminhados para reabilitação fase II a um centro de referência do estado do Rio Grande do Sul é condizente com o perfil de cardiopatas descrito pela literatura quanto à idade, ao gênero, a dados antropométricos e dados clínicos.

Biografia do Autor

Patrícia da Silva Klahr, Laureate International Universities Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Fisioterapeuta. Mestre e Doutoranda em Ciências da Reabilitação na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Diretora Regional Norte-Nordeste de Ciências da Saúde da Laureate Brasil.

Kássia Fabiélen Soares Rocha Oliveira, Centro Universitário FADERGS

Fisioterapeuta pelo Centro Universitário FADERGS

Christian Corrêa Coronel, Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul Centro Universitário La Salle Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Fisioterapeuta. Mestre em Ciências da Saúde pelo Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul e Doutorando em Ciências da Saúde na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Diretor do Serviço de Fisioterapia e Centro de Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica, Coordenador e Preceptor da Residência Multiprofissional em Saúde do Instituto de Cardiologia Fundação Universitária de Cardiologia do Rio Grande do Sul e Coordenador e Professor do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário La Salle (Unilasalle) em Canoas.

Downloads

Publicado

2019-06-14

Como Citar

KLAHR, P. da S.; SOARES ROCHA OLIVEIRA, K. F.; CORONEL, C. C. Perfil epidemiológico e clínico de pacientes encaminhados para Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica fase II. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 6, n. 2, p. 26–37, 2019. DOI: 10.22298/rfs.v6i2.4541. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/4541. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos