A interferência da dança na mobilidade de idosos: revisão sistemática

The interference of dance on elderly mobility: a systematic review

Autores

  • Aline Oliveira Siqueira Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).
  • Natiely Freire Danin Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).
  • Wiviane Maria Torres de Matos Freitas Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2020.v8.n1.5205

Resumo

Introdução: A independência funcional tem relação com a capacidade de realizar o autocuidado e realizar tarefas diárias sem auxílio, itens estes considerados indispensáveis para os idosos. Com isso, acredita-se que a dança se torne capaz de estimular o sistema cognitivo e neuromuscular, atuando de forma a prevenir quedas, promover a manutenção do equilíbrio corporal, qualidade de vida e funcionalidade. Objetivo: Analisar a interferência da dança na mobilidade em idosos. Metodologia: Foi realizado levantamento bibliográfico de artigos publicados no período de 2014 a 2019, nas bases de dados PUBMED, SciELO, Portal Capes e Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando-se as palavras-chave “idoso”, “dança”, “mobilidade” e as correspondentes em inglês “elderly”, “dance” e “mobility” e espanhol “ancianos”, “danza” e “movilidad”. Resultados: Foram selecionados 18 artigos relacionados ao tema proposto, destes 10 identificaram na variável equilíbrio uma melhora estatisticamente significativa; outros 3 artigos obtiveram melhores resultados frente à agilidade e mobilidade por meio da dança. Conclusão: A dança melhora de forma considerável a mobilidade, através do equilíbrio e a coordenação de idosos, pois promove melhora corporal e mental de forma contínua, sendo capaz de estimular o sistema cognitivo e neuromuscular.

Palavras-chave: Idosos. Dança. Mobilidade.

Biografia do Autor

Aline Oliveira Siqueira, Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).

Fisioterapeuta graduada pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) em 2011, pós-graduada em Unidade de Terapia Intensiva pela Universidade da amazônia (UNAMA) em 2014 e Pós-graduada em envelhecimento e saúde do idoso pelo Centro Universitário do Pará (CESUPA) em 2018. Atualmente atua como fisioterapeuta na área de cardiogeriatria do Hospital Universitário Francisca Mendes.

Natiely Freire Danin, Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).

Fisioterapeuta graduada pela Universidade da Amazônia (UNAMA) em 2011, curso de pilates pela fisiofit em 2012, pós-graduada em traumato-ortopedia pela UNAMA em 2013 e pós-graduada em envelhecimento e saúde do idoso pelo CESUPA em 2018. Atualmente atua com pilates em idosos.

Wiviane Maria Torres de Matos Freitas, Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA).

Fisioterapeuta graduada pelo CESUPA em 2008, pós-graduada em geriatria e gerontologia pelo CESUPA em 2009, mestre em doenças tropicais pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em 2014 e doutoranda em doenças tropicais pela UFPA. Atualmente atua como coordenadora e professora em gerontologia no CESUPA.

Downloads

Publicado

2020-08-20 — Atualizado em 2020-11-04

Como Citar

SIQUEIRA, A. O.; DANIN, N. F.; FREITAS, W. M. T. de M. A interferência da dança na mobilidade de idosos: revisão sistemática: The interference of dance on elderly mobility: a systematic review. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 8, n. 1, p. 67–79, 2020. DOI: 10.22298/rfs.2020.v8.n1.5205. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/5205. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos