Eletroestimulação como adjuvante da fisioterapia pélvica na incontinência urinária pós prostatectomia: revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2020.v8.n1.5475

Palavras-chave:

Terapia por Estimulação Elétrica, Incontinência Urinária, Prostatectomia

Resumo

Introdução: A principal forma de tratamento para o câncer de próstata é a prostatectomia radical que, apesar das técnicas mais modernas, ainda traz sequelas como a incontinência urinária (IU), para as quais a fisioterapia emerge como solução, e tendo a eletroestimulação como um recurso disponível para tratamento. Objetivo: Verificar os efeitos da eletroestimulação no tratamento da IU após a prostatectomia. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa de estudos publicados em língua portuguesa, a partir de buscas nas bases de dados Scielo (Scientific Eletronic Library Online), PubMed (Medline), Lilacs (Medline) e PEDro. Foram incluídos estudos que utilizaram a aplicação da eletroestimulação em homens com IU pós-prostatectomia radical, publicados entre os anos 2006 e 2016, na língua portuguesa, espanhola e inglesa. Foram excluídos os estudos que foram realizados em animais e revisões. O processo de seleção do estudo envolveu a triagem dos títulos e leitura dos resumos, após a qual, os artigos potencialmente relevantes foram obtidos no texto completo, para uma análise mais aprofundada dos critérios de elegibilidade. Resultados: Apenas cinco artigos se encaixaram aos critérios de inclusão e exclusão; todos apresentaram uso da eletroestimulação no tratamento da IU; nenhum descreveu a técnica como adjuvante proprioceptivo das primeiras fases do tratamento. Conclusão: A eletroestimulação funcional do assoalho pélvico tem efeitos benéficos no tratamento da incontinência urinária pós prostatectomia radical, quando associada ao treinamento dos músculos do assoalho pélvico. Usada de forma isolada auxilia na propriocepção e aprendizagem da contração dos músculos do assoalho pélvico, e no tratamento da instabilidade do detrusor.

Biografia do Autor

Gustavo Fernando Sutter Latorre, Faculdade Inspirar

Fisioterapeuta Pélvico. Doutorando em Clínica Cirúrgica (Hospital de Clínicas, UFPR/PR 2017-presente). Mestre em Fisioterapia (UDESC/SC, 2013). Especialista em Saúde da Mulher (COFFITO, 2012). Especialista em Fisioterapia do Assoalho Pélvico, Uroginecologia e Saúde da Mulher (CBES/PR, 2008). Especialista em Gestão de Recursos Humanos (CBES, 2008).  Editor Geral e fundador do website Períneo: Exercícios para o Assoalho Pélvico" (perineo.net) de caráter educativo e voltado ao público leigo (mais de 4mil acessos/dia). Vice-Presidente da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP). Membro do Comitê de Fisioterapia da International Continence Society.

Flaviane Franco Mendes Rocha, Faculdade Inspirar

Fisioterapeuta pélvica, especialista em Fisioterapia em Terapia Intensiva

Patrícia de Oliveira Mota Silveira, Faculdade Inspirar

Fisioterapeuta pélvica, especialista em Fisioterapia Neurológica, e em Terapia Manual e Oncologia

Erica Feio Carneiro Nunes, Universidade do Estado do Pará

Doutora em Ciências da Reabilitação (UNINOVE- SP). Mestrado em Ciência da Motricidade Humana (UCB-RJ). Graduação em Fisioterapia (UEPA). Professora efetiva do Curso de Fisioterapia da Universidade do Estado do Pará.

Downloads

Publicado

2020-11-03 — Atualizado em 2020-11-04

Como Citar

LATORRE, G. F. S.; ROCHA, F. F. M.; SILVEIRA, P. de O. M.; CARNEIRO NUNES, E. F. Eletroestimulação como adjuvante da fisioterapia pélvica na incontinência urinária pós prostatectomia: revisão integrativa. Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 8, n. 1, p. 122–132, 2020. DOI: 10.22298/rfs.2020.v8.n1.5475. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/5475. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos