Associação de autopercepção de saúde e vulnerabilidade em idosos com hipertensão

Association of self-perception of health and vulnerability in elderly with hypertension

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22298/rfs.2021.v9.n1.6855

Palavras-chave:

Idosos. Hipertensão. Vulnerabilidade em saúde.

Resumo

Introdução: O envelhecimento associado a patologias crônicas como a hipertensão arterial sistêmica (HAS) implica em um aumento de risco para o desenvolvimento de vulnerabilidades tanto de natureza biológica como também de natureza psicossocial, refletindo de forma negativa na autopercepção de saúde. Objetivo: Comparar a autopercepção de saúde e a vulnerabilidade entre idosos hipertensos e não hipertensos. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal no qual a amostra foi composta por 74 idosos adscritos nas Unidades Básicas de Saúde do município de Colorado/RS. Para fins de coleta foram utilizados os dados secundários das fichas espelho da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, sendo eles: dados sociais e demográficos, autorrelato do diagnóstico de HAS e resultado final do protocolo de identificação do idoso vulnerável (VES-13). Resultados: Verificou-se que a média de idade da população foi de 70,9 anos, 74,3% eram do sexo feminino e 55,4% eram hipertensos. A vulnerabilidade foi identificada em 24,3% dos idosos e 77,0% classificaram como positiva a autopercepção de saúde. Ao comparar a pontuação no VES-13 entre hipertensos e não hipertensos, a mediana foi estatisticamente maior nos idosos hipertensos (1,00 [0,00-3,00]) comparado com os idosos não hipertensos (0,00 [0,00-1,00], p=0,050). Conclusão: Percebeu-se piores índices de vulnerabilidade e de autopercepção de saúde negativa entre os idosos hipertensos.

Biografia do Autor

Jéssica Candaten Pacheco

Graduação em Fisioterapia pela Universidade do Alto Uruguai e das Missões campus de Frederico Westphalen - URI/FW. Pós-graduação em Cardiologia (Residência Multiprofissional em Cardiologia) pela Universidade de Passo Fundo.

Daniela Bertol Graeff

Graduação em fisioterapia pela Universidade de Passo Fundo. Pós-graduação em cardiologia (Residência Integrada em Saúde) pelo Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul - Fundação Universitária de Cardiologia e Mestrado em Epidemiologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 

Simara Aparecida Peter

Graduação em Fisioterapia pela Universidade de Passo Fundo. Pós-graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela Universidade de Passo Fundo.

Eduarda Gerber

Graduação em Fisioterapia pela Universidade Federal de Santa Maria. Pós-graduação em Fisioterapia Cardiorrespiratória pela Universidade de Passo Fundo.

Luiz Manoel Albuquerque da Silva

Graduação em Fisioterapia pela Universidade do Estado do Pará. Pós-graduação em Saúde do Idoso pela Universidade de Passo Fundo. 

Laura Zanchet

Graduação em Fisioterapia pela Universidade de Passo Fundo. Pós- graduação em Cardiologia (Residência Multiprofissional em Cardiologia) pela Universidade de Passo Fundo.

Downloads

Publicado

2022-03-24

Como Citar

PACHECO, J. C.; BERTOL GRAEFF, D. .; APARECIDA PETER, S. .; GERBER, E. .; MANOEL ALBUQUERQUE DA SILVA, L.; ZANCHET , L. Associação de autopercepção de saúde e vulnerabilidade em idosos com hipertensão: Association of self-perception of health and vulnerability in elderly with hypertension . Revista FisiSenectus, Chapecó, Brasil, v. 9, n. 1, p. 112–121, 2022. DOI: 10.22298/rfs.2021.v9.n1.6855. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/fisisenectus/article/view/6855. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos