A GOVERNANÇA DA CADEIA PRODUTIVA DO LEITE: UM ESTUDO DE CASO NA REGIÃO DO COREDE RIO DA VÁRZEA – RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22277/rgo.v14i3.5988

Palavras-chave:

Governança. Cadeia Produtiva. Cadeia de Valor.

Resumo

A estrutura de governança é um dos fatores determinantes para o sucesso de uma cadeia produtiva com a capacidade de integrar, coordenar e articular ações conjuntas em prol do seu desenvolvimento. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi caracterizar e analisar a governança e a cadeia produtiva do leite na região do Conselho Regional de Desenvolvimento Rio da Várzea. Dessa forma, foi realizada uma pesquisa descritiva, qualitativa, utilizando como instrumentos a pesquisa documental, observação direta e entrevista semiestruturada com 9 (nove) agentes da cadeia produtiva do leite da região. Em seguida, após as transcrições, procedeu-se à análise de conteúdo, identificando-se três categorias: coordenação, oportunidades e desafios. Pode-se verificar que há muitas entidades trabalhando em prol da cadeia produtiva, em que pese de forma isolada e com raros momentos de interação, constatando a existência de uma governança informal e híbrida carente de mecanismos de gestão. Sendo assim, com o envolvimento entre os agentes, em um processo coletivo, integrado, de aprendizado, crescimento e qualificação, é possível maximizar os recursos, ter uma cadeia mais consolidada e organizada, contribuindo para o seu fortalecimento, tendo uma opção de potencialização para a cadeia produtiva e a região a formalização e constituição de um Arranjo Produtivo Local (APL). Por fim, destaca-se que a cooperação entre os agentes deve ser incentivada, com foco principal nos desafios, o que proporcionará aos produtores, empresas e os municípios, desenvolvimento econômico, social e ambiental.

Biografia do Autor

Mariane Rubin Deutschmann, UFSM

Graduada em Administração e Mestranda em Administração UFSC.

Sinadia Fritz, UFSM

Graduada em Ciências Contábeis e Mestranda em Agronegócios

Referências

ARAÚJO, M. J. Fundamentos de Agronegócios. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 5 ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BATALHA, M. O. (Coord.). GEPAI: Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

BREITENBACH, R.; SOUZA, R. S. Caracterização de mercado e estrutura de governança na cadeia produtiva do leite na região noroeste do Rio Grande Do Sul. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 13, n. 1, p. 77-92, 2011.

BRUM, A. L. Mercado e cadeias produtivas. In: SIEDENBERG, D. (Org.). Desenvolvimento sob múltiplos olhares. Ijuí: UNIJUÍ, 2012.

CALLADO, A. A. C. Agronegócio. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CANZIANI, J. Programa empreendedor rural: cadeias agroindustriais. Curitiba: Senar-PR, 2003.

EMBRAPA. Anuário Leite 2019. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2019.

FENSTERSEIFER, J. E.; VIEIRA L. M. As opções estratégicas das empresas locais em face da globalização da atividade produtiva: um estudo exploratório na deia do leite. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 4, n. 2, p. 1-13, 2002.

FUNDAÇÃO DE ECONOMIA E ESTATÍSTICA SIEGFRIED EMANUEL HEUSER. FEEDADOS. 2017. Disponível em: < http://feedados.fee.tche.br/feedados/>. Acesso em: 5 abr. 2019.

GODOY, A. S. Estudo de caso qualitativo. In: GODOI, C. K.; BANDEIRA-DE MELLO, R.; SILVA, A. B. da (Org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. 2 ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

GONZÁLEZ, R. S. Democracia participativa e conselhos de desenvolvimento. In.: BAQUERO, M.; CREMONESE, D. (Orgs.) Desenvolvimento regional, democracia local e capital social. Ijuí: Ed. Unijuí, 2008.

HUMPHREY, J.; SCHMITZ, H. Governance and upgrading in global value chains. Paper for the Bellagio Value Chain Workshop, Itália, Agosto, 2000.

KANO, L.; TSANG, E. W.K.; YEUNG, H. W. Global value chains: A review of the multi-disciplinary literature. Journal of International Business Studies, p. 1-46, 2020.

KELM, M. S.; SAUSEN, J. O.; KELM, M. L. Posicionamento estratégico na cadeia produtiva do leite: análise das estratégias competitivas de uma cooperativa de produtores de leite. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 17, n. 3, p. 369-382, 2015.

KISCHNER, P.; BRUM, A. L.; MUENCHEN, J. V.; BASSO, D.A. cadeia produtiva do leite na Região Noroeste do RS: estudo de caso do município de Ijuí. Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 9, p. 15162-15176, 2019.

MAPA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. China abre mercado para lácteos brasileiros. 2019. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/noticias/china-abre-mercado-para-lacteos-brasileiros> Acesso em: 14 set. 2019.

PETTIGREW, A. M. Contextualist research: a natural way to link theory and practice. In: LAWLER III, E. E. Doing research that is useful in theory and practice. San Francisco: Jossey-Bass, 1985.

SUZIGAN, W.; GARCIA, R.; FURTADO, J. Estruturas de governança em arranjos ou sistemas locais de produção. Gestão & Produção, v. 14, n. 2, 425-439, 2007.

TELLES, T. S.; BACCHI, M. D.; COSTA, G. V.; SCHUNTZEMBERGER, A. Sistemas de produção de leite no Sul do Brasil. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 92, n. 1, 2020.

UNITED NATIONS DEPARTMENT OF ECONOMIC AND SOCIAL AFFAIRS. World Population Prospects The 2017 Revision. 2017.

VIANA, G.; FERRAS, R. P. R. A cadeia produtiva do leite: um estudo sobre a organização da cadeia e sua importância para o desenvolvimento regional. Revista Capital Científico, v. 5, n. 1, 2007.

VIANA, G.; RINALDI, R. N. Principais fatores que influenciam o desempenho da cadeia produtiva de leite – um estudo com os produtores de leite do município de Laranjeiras do Sul – PR. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 12, n. 2, p. 263-274, 2010.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES, M. F. Economia & Gestão dos Negócios Agroalimentares. São Paulo: Pioneira, 2000.

ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES M. F.; CALEMAN, S. M. Q. Gestão de Sistemas de Agronegócios. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2015.

Publicado

2021-07-28