ICTIOFAUNA DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DE CONDOMÍNIO INDUSTRIAL LOCALIZADO EM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTICA, NO LITORAL NORTE DE SANTA CATARINA, BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24021/raac.v19i1.5500

Resumo

O uso de peixes como bioindicadores possui grande importância no diagnóstico da integridade biótica de ecossistemas naturais. Os objetivos desse trabalho foram contribuir com o conhecimento da fauna de peixes de um fragmento de Mata Atlântica e avaliar a influência da operação de atividade antrópica sobre os padrões de composição e distribuição da ictiofauna. O estudo foi conduzido na área de influência de uma siderúrgica, em Santa Catarina. As amostragens ocorreram bimestralmente em quatro pontos, entre setembro de 2017 e outubro de 2018. A análise de dados incluiu a caracterização da ictiofauna quanto a constância, origem e ameaça, além de análises de suficiência amostral, variação espaço-temporal e avaliação da influência das variáveis ambientais. Foram registrados 924 indivíduos, pertencentes a 15 espécies, dentre as quais destaca-se Hollandichthys multifasciatus, considerado “Em Perigo” (EN) a nível estadual. Nós observamos um padrão de estruturação longitudinal vinculado a melhora na qualidade de água, com a redução dos níveis de condutividade e aumento do oxigênio no sentido montante-jusante. Demonstramos a importância de remanescentes ciliares de Mata Atlântica, que atuam na melhoria da qualidade de água e influenciam na estruturação da ictiofauna. Ademais, constatamos que as atividades do condomínio industrial avaliado não afetam diretamente a comunidade de peixes.

Biografia do Autor

Douglas Ticiani

Mestre em Conservação e Manejo de Recusros Naturais pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Rainer Keppeler Jr.

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Osvaldo Onghero Jr.

Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade do Contestado

Edney Rodrigues Farias

Mestre em Infra-estrutura pela Universidade Federal de Santa Catarina

José Alberto Schweitzer

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Santa Catarina

Marcell André Gossen

Mestre em Engenharia Ambiental pela Universidade Regional de Blumenau

Publicado

2021-10-31

Edição

Seção

Dossiê: Recursos hídricos: gestão, tecnologias e biodiversidade