AVALIAÇÃO DA POTENCIALIDADE DO EMPREGO DO POLÍMERO PET COMO LENTES ELETROMAGNÉTICAS

Autores

  • Lidiane Aparecida Pereira Miranda UFSJ
  • Renata Carolina Zanetti Lofrano Universidade Federal de São João del Rei/UFSJ
  • Moacir de Souza Junior UFSJ

DOI:

https://doi.org/10.24021/raac.v19i1.5520

Palavras-chave:

Aprendizagem Social, Desenvolvimento Sustentável, Bibliometria.

Resumo

Este artigo apresenta simulações numéricas como ferramenta, para verificar a viabilidade da utilização do polímero polietileno tereftalato, conhecido como PET, em estruturas periódicas submetidas a campos eletromagnéticos de 10 GHz. Os resultados darão suporte para a utilização destes materiais como lentes eletromagnéticas planas convergentes assim como os metamateriais. Foram analisadas diferentes situações em que uma estrutura periódica de PET é interposta entre uma antena emissora e outra receptora. No final ficará demonstrado que as estruturas periódicas de PET apresentaram melhores resultados em relação a uma estrutura maciça e, até mesmo, em um caso onde não existem nada entre as duas antenas. Foi demonstrado que a estrutura de PET direciona o campo eletromagnético para a antena receptora como faria uma estrutura de metamateriais. A possibilidade da utilização dos materiais PET como lentes eletromagnéticas planas poderá contribuir para um desenvolvimento tecnológico e sustentável, pois permitirá a diminuição de PET no meio ambiente.

 

Publicado

2022-07-04