NEW RECORD OF LIPOPTENA MAZAMAE (RONDANI, 1878) AS A MAZAMA GOUAZOUBIRA (FISCHER, 1814) PARASITE IN SOUTHERN BRAZIL

Autores

  • Emili Bortolon dos Santos
  • Diego Duarte Varela
  • Bruna Tizoni Guedine
  • Alexandre de Oliveira Tavela

DOI:

https://doi.org/10.24021/raac.v19i1.5602

Palavras-chave:

Gray brockets, Louse flies, Parasites, Santa Catarina state.

Resumo

Louse flies (Lipoptena mazamae) are important Gray brocket deer (Mazama gouazoubira) parasites, and can be found in large numbers in this mammal. Their distribution is known for just a few locations, and because of this, it is so important to report new records of this association. To contribute with knowledge concerning this parasitism relationship, a record of this fly species parasitizing a deer individual in southern Brazil is reported herein. Such records are paramount, as L. mazamae displays both zoonotic and medical importance, due to the potential propagation of etiological agents that cause diseases. Moreover, as far as we know, this study is only the fifth study that reports this association worldwide, indicating its relevance. It is very important to perform studies as these, because we may contribute to new records of this association of parasitism, therefore, we contribute to alert authorities to the possible association of these parasites with diseases that may pose problems for human and other animal health.

 

Moscas da família Hipoboscidae (Lipoptena mazamae) são parasitos muito importantes do veado-catingueiro (Mazama gouazoubira), podendo ser encontrados em uma considerável abundância nesse mamífero. Sua distribuição é conhecida em apenas alguns locais, e, por causa disso, é muito importante reportar novos registros dessa associação de parasitismo. Para contribuir com o conhecimento dessa associação, é reportado aqui um novo registro dessa mosca parasitando um indivíduo de veado-catingueiro. Esses registros se destacam, pois L. mazamae possui importância médica e veterinária, devido ao seu potencial de veicular agentes etiológicos causadores de doenças. Além disso, depois de nossas pesquisas, concluímos que este é apenas o quinto estudo reportando essa associação no mundo, indicando, portanto, sua relevância. Estudos como este são relevantes, pois contribuem com novos registros dessa associação de parasitismo, e, portanto, pode-se também servir como alerta às autoridades para a possível associação desses parasitos com doenças que podem causar danos à saúde humana e de outros animais.

Publicado

2021-10-31