PRODUÇÃO MAIS LIMPA NA GESTÃO DE USO DE ENERGIA ELÉTRICA EM FRIGORÍFICO DE AVES DO OESTE DE SANTA CATARINA, BRASIL: UM ESTUDO DE CASO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24021/raac.v20i1.6343

Palavras-chave:

Energia. Sustentabilidade. Abatedouro de aves. Frango de corte.

Resumo

O Brasil é o segundo maior produtor de carne de frango do mundo e o abate de frango depende de um elevado consumo de energia. A gestão eficiente de energia elétrica está diretamente relacionada à conservação dos recursos naturais e a competitividade econômica. Portanto, a produção mais limpa (P+L) é uma ferramenta favorável para otimizar processos e minimizar os impactos ambientais. O objetivo deste trabalho foi implementar a metodologia de P+L para o gerenciamento de energia elétrica em um frigorífico de aves na região oeste de Santa Catarina, Brasil. A implementação dessa metodologia gerou benefícios ambientais, como a melhoria significativa de 4,5% no indicador de energia elétrica em kWh/tonelada do processo de produção de frango, relacionado a todas as oportunidades implementadas. Esse percentual corresponde a economia de mais de 1100 MWh por ano, o que representou um mês de consumo médio de eletricidade de mais de 10 mil domicílios familiares no Brasil, demonstrando desta maneira uma contribuição socioeconômica sustentável. Proporcionou também benefícios econômicos, uma vez que foram identificadas mais de 130 oportunidades, destas, 76% foram implementadas com boas práticas operacionais e baixos investimentos, contribuindo para melhorar o desempenho da empresa.

Biografia do Autor

Adriana Cioato Ferrazza, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Doutoranda do cursode Pós-Graduação em Agronegócios - UFRGS, Mestre em tecnologia e Gestão da Inovação - Unochapeco, Mestre em Métodos e Gestão em avaliação - UFSC. 

 

Joceli Roque Ferrazza, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó

Mestre em tecnologia e gestão da Inovação - Unochapecó, Gerente de Manutenção Industrial, Engenheiro Industrial Mecânico - URI. 

Josiane Maria Muneron de Mello, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó

Doutora em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Graduada em Engenharia Química pela Unochapecó (2004). Professora Titular da Unochapecó, nos cursos de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos. Docente Permanente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (Mestrado Acadêmico) e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação (Mestrado Profissional).

Marcio Antônio Fiori, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó

Possui doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008), mestrado em Física do estado sólido pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000) e graduação em Bacharelado em Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996). É Pós-Doutor em Tecnologia Nuclear pelo Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares da USP. É professor titular e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Gestão da Inovação, ambos da Unochapecó.

Sideney Becke Onofre, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó

Possui graduação em Ciências Biológicas e Historia (Licenciatura). Especialista em Biologia Celular e Molecular (USS-1992), MBA em Gestão da Produção e da Qualidade (UCAM-2016), Mestre em Biotecnologia pela Universidade de Caxias do Sul (1998) - Área de Concentração Biotecnologia Agrícola. Doutor em Processos Biotecnológicos pela Universidade Federal do Paraná (2001) - Área de Concentração Agroindústrias. Pós-Doutor pela Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM - 2004) - Área de Impactos Ambientais. Prof. Titular da União de Ensino do Sudoeste do Paraná - UNISEP - Campus de Dois Vizinhos e Francisco Beltrão. Atua na docência e pesquisa nas áreas ambientais, biológicas e da saúde

Francieli Dalcanton, Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapecó

Possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG) (2003), mestrado em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) (2006) e doutorado em Engenharia de Alimentos também pela UFSC, tendo realizado doutorado sanduíche na Universidade de Córdoba, Espanha, no Departamento de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos (2010).Atualmente é professora dos cursos de Engenharia de Alimentos, Engenharia Química e Mestrado em Tecnologia e Gestão da Inovação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó).

Publicado

2022-12-01

Edição

Seção

Artigos