CIÊNCIA - TECNOLOGIA - SOCIEDADE: possibilidades de articulação com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v24i1.6558

Palavras-chave:

Ensino de Ciências. Educação Básica. Ciência e Tecnologia.

Resumo

O Ensino de Ciências intenciona construir práticas inovadoras, contextualizadas e integradas que contribuam para o entendimento dos paradigmas socioambientais presentes na contemporaneidade, dialogando com outras áreas do saber. Nessa perspectiva, torna-se essencial que as instituições de ensino direcionem os estudantes a se perceberem enquanto sujeitos sociais. Assim, o ambiente escolar constitui-se como um espaço plural para discutir as problemáticas apresentadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e de tal modo firmar um elo entre a educação científica e o desenvolvimento sustentável. Esse estudo analisa as concepções de docentes sobre o enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) e as possibilidades de articulação com os ODS em suas práticas pedagógicas. Foi realizado em uma escola pública do Rio Grande do Sul, da qual participaram sete professoras dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Utilizou-se um questionário semiestruturado, composto por oito questões que investigaram os aspectos relativos à formação e o tempo de atuação docente, às práticas pedagógicas e as concepções sobre CTS e os ODS. Os achados evidenciaram que o enfoque CTS e os ODS se articulam às ações educativas no Ensino Fundamental, com potencial para superar as barreiras sistêmicas que o desenvolvimento sustentável enfrenta. Sendo assim, evidencia-se a necessidade de fomentar a prática pedagógica, oportunizando formações continuadas que visem a articulação do enfoque CTS aos ODS, como meio de desenvolver conhecimentos, atitudes e o compromisso com a sustentabilidade, para uma educação com vistas à integralidade do sujeito.

Biografia do Autor

Vanessa Candito, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Ciências Biológicas. Especialista em Educação Ambiental e Conservação da Biodiversidade. Mestranda no PPG em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Karla Mendonça Menezes, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida pela Universidade Federal de Santa Maria. Mestra em Educação Física. Especialista em Atividade Física e Saúde.

Carolina Braz Carlan Rodrigues, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal de Santa Maria. Licenciada em Educação Física. Especialista em Treinamento, Musculação e Atividade Física. Mestra em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.

Referências

AULER, Décio; DELIZOICOV. Demétrio. Visões de Professores sobre as Interações entre Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS). In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2. 1999, Vallinhos. Anais [...]. Vallinhos: ABRAPEC, 1999.

AULER, Décio. Interações entre ciência-tecnologia-sociedade no contexto da formação de professores de ciências. 2002. Tese (Doutorado em Educação), Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

AULER, Décio. Compreensões de professores e estudantes sobre interações entre ciência-tecnologia-sociedade. Relatório técnico. Santa Maria: Edital Universal/CNPq, 2005.

AULER, Décio; DELIZOICOV, Demétrio. Ciência-Tecnologia-Sociedade: relações estabelecidas por professores de ciências. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, Vigo, v. 5, n. 2, p. 337-355, 2006.

AULER, Décio. Enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade: Pressupostos para o contexto brasileiro. Ciência e Ensino, v. 1, n. especial, p. 1-20, 2007.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 1. ed. São Paulo: Edições 70, 2016.

BAZZO, Walter Antonio. Ciência, tecnologia e sociedade e o contexto da educação tecnológica. Florianópolis: UFSC, 2014.

BRASIL. Resolução n. 2, de 1 de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, 2015. Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf&Itemid=30192

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em:

http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 24 jun. 2020.

CANDITO, Vanessa et al. Educational practice and its relationship with the STS approach with freire’s philosophy. Research, Society and Development, v. 9, n. 9, p. e473997532, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/7532. Acesso em: 24 jun. 2020.

FRANCO, Maria Amélia Santoro. Práticas pedagógicas de ensinar-aprender: por entre resistências e resignações. Educação e Pesquisa, v. 41, n. 3, p. 601-614, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FUMEIRO, Carlíria Lima et al. Alfabetização científica e tecnológica como princípio da formação do cidadão. Educitec, Manaus, v. 05, n. 11, p. 150-162, jun. 2019.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

INFANTE-MALACHIAS, Maria Elena. Interdisciplinaridade e resolução de problemas: algumas questões para quem forma futuros professores de ciências. In: SANTOS, Carlos Alberto dos; QUADROS, Aline Ferreira de. Utopia em busca de possibilidade: Abordagens interdisciplinares no ensino das ciências da natureza. Foz do Iguaçu: UNILA, 2011.

LACERDA, Nília Oliveira Santos; STRIEDER, Roseline Beatriz. Educação CTS e formação de professores: dimensões a serem contempladas a partir do modelo crítico-transformador. Revista Educação e Fronteiras On-Line, Dourados, v. 9, n. 25, p. 110-126, jan./abr. 2019.

LOUREIRO, Carlos Frederico B.; LIMA, Jacqueline Girão Soares de. Educação ambiental e educação científica na perspectiva Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS): pilares para uma educação crítica. Acta Scientiae, v. 11, n. 1, p. 88- 100, 2012.

MAESTRELLI, Sandra Godoi; LORENZETTI, Leonir. As relações CTSA nos anos iniciais do Ensino Fundamental: analisando a produção acadêmica e os livros didáticos. Revista de Educação em Ciências e Matemática, Amazônia, v. 13, n. 26, p. 05-21, jan./jun. 2017.

MALACARNE, Vilmar; STRIEDER, Dulce Maria. O desvelar da Ciência nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental: um olhar pelo viés da experimentação. Revista Eletrônica Vivências, Rio Grande do Sul, v. 5, n. 7, p. 75-85, mai. 2009.

MATOS, Gislaine Aparecida de; GROSCH, Maria Selma; DRESCH, Jaime Farias. Formação continuada de professores: perspectivas e contradições epistemológicas recorrentes na elaboração de documentos oficiais da educação. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, 2020.

PIMENTEL, Gabriela Sousa Rêgo. O Brasil e os desafios da educação e dos educadores na Agenda 2030 da ONU. Rev. Nova Paideia -, Brasília, v. 1, n. 3, p. 22 – 33, 2019.

PINHEIRO, Nilcéia Aparecida Maciel; SILVEIRA, Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto; BAZZO, Walter Antonio. O contexto científico-tecnológico e social acerca de uma abordagem crítico-reflexiva: perspectiva e enfoque. Revista Iberoamericana de Educación, España, v. 49, n. 1, p. 1-14, 2009.

RAMINELI, Jorge Luiz Ferreira; ARAUJO, Magnólia Fernandes Florêncio de. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) sob o olhar da práxis freireana. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 12., 2019, Natal. Anais [...]. Natal: UFSC, 2019.

ROSO, Caetano Castro; AULER, Décio. A participação na construção do currículo: práticas educativas vinculadas ao movimento CTS. Ciência & Educação, Bauru, v. 22, n. 2, p. 371- 389, 2016.

SANTANA, Isabel Cristina Higino; SILVEIRA, Andréa Pereira. Ensino de Ciências para a Formação do Pedagogo: Concepções de Alunos em Formação. Acta Scientiae, v. 20, n. 5, set./out. 2018.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira do; MORTIMER, Eduardo Fleury. Tomada de decisão para ação social responsável no ensino de ciências. Ciência e Educação, v. 7, n. 1, p. 95-111, 2001.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos; MORTIMER, Eduardo Fleury. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem CTS (Ciência-Tecnologia-Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio, v. 2, n. 2, p. 1-23, 2002.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira do; SCHNETZLER, Roseli. Educação em Química: Compromisso com a cidadania. 4. ed. Ijuí: UNIJUÍ, 2015.

SILVA, Rodrigo da Luz; PRUDÊNCIO, Christiana Andréa Vianna; CAIAFA, Alessandra Nasser. Contribuições da educação ambiental crítica para o processo de ensino e aprendizagem em ciências visando à formação cidadã. Investigações em Ensino de Ciências, v. 23, n. 3, p. 60-81, 2018.

SILVEIRA, Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto; FABRI, Fabiane. Ensino de Ciências, Alfabetização Científica e Tecnológica e enfoque Ciência, Tecnologia E Sociedade: o que pensam docentes dos anos iniciais do ensino fundamental em exercício. REnCiMa, v. 11, n. 4, p. 129-148, 2020.

UNESCO. Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: objetivos de aprendizagem. São Paulo: UNESCO, 2017.

Publicado

2022-03-16

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua