Refletindo sobre a questão Gestão Democrática em uma escola pública

Autores

  • Jéssica Maís Antunes Feevale
  • Jair Jonko Araujo IFSul

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v24i1.7059

Palavras-chave:

Escola pública. Gestão Democrática. Políticas públicas.

Resumo

O presente artigo apresenta os resultados da pesquisa realizada em uma escola pública com foco na Gestão Democrática da Escola, com o objetivo de investigar como acontece a administração participativa entre os atores que compõem a comunidade escolar. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória, em que, para alcançar os objetivos propostos, foi realizada uma breve revisão bibliográfica e aplicado um questionário com a equipe diretiva de uma escola da rede municipal de ensino, localizada no sudeste do Rio Grande do Sul. Esta pesquisa partiu dos estudos de Gadotti (2021) e Paro (2000) sobre gestão democrática na escola e de Ball e Bowe (1992) e Mainardes (2006) sobre o ciclo de políticas, com vistas a analisar as políticas educacionais do local em que a pesquisa foi realizada. Durante o levantamento de dados, deparou-se com a seguinte problemática: como ocorre a gestão democrática na escola, sendo que constatamos a inexistência de uma base legal fornecida pelo município para a mesma, pois esta lei municipal ainda não foi criada, devido ao fato que primeiro deveria ser criado o sistema de ensino municipal, e este, por motivos adversos, ainda não foi criado. Deste modo, os conselhos escolares das escolas do município se orientam com base no que está exposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB 9394/96) e na Lei Orgânica do município (Capítulo II – Da Educação). Alguns resultados preliminares, mostraram que a família se faz muito presente dentro da escola, contribuindo em reformas e arrecadação de dinheiro para a instituição, e que a instituição tenta seguir o que está presente dentro da legislação, mas que nas reuniões mensais, a participação maior é de professores e outros funcionários da escola.

Biografia do Autor

Jéssica Maís Antunes, Feevale

Doutoranda do curso de Diversidade Cultural e Inclusão Social da Universidade Feevale, como bolsista CAPES, mestra em Letras pela Universidade Feevale (2020); graduada em Pedagogia Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Pampa (2014); Especialista em Mídias na Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2016).  Atualmente é professora da educação infantil no município de Campo Bom/RS. E-mail: jehantunes31@gmail.com

Jair Jonko Araujo, IFSul

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pelotas, na linha de pesquisa currículo, profissionalização e trabalho docente. Mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Bacharel em Informática pela Universidade Federal de Pelotas (2001). Licenciado no Curso Superior de Formação de Professores de Disciplinas Especializadas no Ensino de 2º Grau pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (1991). Exerce cargo de professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul).

Referências

APPLE, Michael; BEANE, James (Orgs.). Escolas Democráticas. São Paulo: Cortez, 2.ed., 2001.

BALL, Stephen John.; BOWE, Richard. Subject departments and the “implementation” of National Curriculum policy: an overview of the issues. Journal of Curriculum Studies, London, v. 24, n. 2, p. 97 - 115, 1992. https://doi.org/10.1080/0022027920240201 . Acesso em: 12 nov. 2021.

BALL, Stephan John. Reformar escolas/reformar professores e os terrores da performatividade. Revista Portuguesa de Educação, Universidade do Minho, v. 15, n. 02, p.03-23, 2002.

BALL, Stephen John; MAGUIRE, Meg.; BRAUN, Annette. Como as escolas fazem as políticas: atuação em escolas secundárias. Tradução Janete Bridon. Ponta Grossa: UEPG, 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL, Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Ministério da educação. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. MEC/SECAD. 2005.

CHAUÍ, Madalena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2007.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Os conselhos de educação e a gestão dos sistemas. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto; AGUIAR, Angela da Silva. (orgs). Gestão da Educação: Impasses, perspectivas e Compromissos. 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

DRABACH, Nadia Pedrotti; SOUZA. Ricardo de Souza. Leituras sobre a gestão democrática e o “gerencialismo” na/da Educação no Brasil. Revista Pedagógica, Chapecó, v.16, n.33, p. 221-248, Jul./Dez. 2014.

GADOTTI, Moacir. Gestão democrática e qualidade de ensino. Disponível em: http://www.paulofreire.org/pub/Institu/SubInstitucional1203023491Lt003Ps002/Gest_de moc.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.

HALL, Stuart. Quando foi o pós-colonial? Pensando no limite. In: HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003, p. 116 - 123.

JAGUARÃO. Lei nº 1, de 03 de abril de 1990. Lei Orgânica do município de Jaguarão – RS. Jaguarão: Câmara Municipal. 1990. Disponível em: http https://leismunicipais.com.br/lei-organica-jaguarao-rs. Acesso em: 12 nov. 2021.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1985.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação & Sociedade. Campinas: SP, v. 27, n. 94, p. 47 - 69, jan. /abr. 2006.

MAINARDES, Jefferson; MARCONDES, Maria Inês. Entrevista com Stephen John Ball: Um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação & Sociedade. Campinas: SP, v. 30, n. 106, p. 303-318, jan./abr. 2009.

MELO, Maria Teresa Leitão de. Gestão Educacional: os desafios do cotidiano escolar. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto; AGUIAR, Angela da Silva. (orgs). Gestão da Educação: Impasses, perspectivas e Compromissos. 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2009.

MINAYO, M. C. S. O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Editora Hucitec, 1993.

PARO, Vitor Henrique. Gestão Democrática da Escola Pública. 3ª ed. São Paulo: Ática, 2000.

VIEIRA, Sofia Leche. Escola – função social, gestão e política educacional. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto; AGUIAR, Angela da Silva. (orgs). Gestão da Educação: Impasses, perspectivas e Compromissos. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

Publicado

2022-12-19

Edição

Seção

Dossiê: Gestão na educação: políticas e práticas