A justiça, a violência e a micro-história de um crime

O caso de Eudócia e Porfírio na Comarca de Senador Pompeu/CE (1920-1922)

Autores

  • Lucas Pereira de Oliveira Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22562/2022.56.01

Palavras-chave:

Violência, Campo jurídico, Normas

Resumo

O presente ensaio busca analisar, a partir da lente micro de um caso, as práticas da justiça e as ações de violência cometidas na comarca de Senador Pompeu, no Ceará, no início do século XX. Partindo dessa concepção, discutimos o processo de construção do crime, o uso da violência como tentativa de resolução de conflitos e as nuances da ação penal dentro da justiça brasileira. Consideramos, portanto, neste trabalho a interdisciplinaridade da ciência histórica com as áreas do direito e da sociologia. A partir da abordagem da micro-história e das reduções da escala de observação, o processo judicial do réu Porfírio Ponciano e da vítima Ismael Benigno, registrado na comarca de Senador Pompeu em 03 de janeiro de 1920, dimensiona-se na construção do crime diante do judiciário e o uso da violência pra resolução de suas conflitualidades. 

Biografia do Autor

Lucas Pereira de Oliveira, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em história pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Professor do departamento de história da Universidade Estadual do Ceará, campus Crateús (UECE).

Publicado

2022-06-06