POTENCIAL DE BANCARIZAÇÃO DO COOPERATIVISMO DE CRÉDITO NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS DESASSISTIDOS PELO SFN

Autores

  • Leonardo Machado Sescoop/RS
  • Ana Martha Bülow Sescoop/RS

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v26i42.6644

Palavras-chave:

Cooperativismo de crédito, Desenvolvimento socioeconômico, Potencial de bancarização, Inclusão Financeira

Resumo

Este artigo visa quantificar indivíduos e municípios brasileiros sem acesso ao crédito e serviços financeiros através de agência, posto de atendimento ou de atendimento eletrônico, traçar o perfil socioeconômico desta população e avaliar o potencial de bancarização das cooperativas de crédito nesses locais. A democratização do acesso ao crédito e operações bancárias é um desafio no Sistema Financeiro Nacional, principalmente em municípios mais interiorizados, pobres e com menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Apesar do recente crescimento do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), o estudo demonstra que as cooperativas de crédito podem oferecer produtos e serviços financeiros a 392 municípios em 20 estados e 1,64 milhão de pessoas desatendidas. A região Nordeste concentra 66,35% dos municípios desassistidos e é o mercado financeiro com maior índice de vulnerabilidade social e pobreza, possibilitando ao cooperativismo de crédito atuar como mecanismo de inclusão financeira e desenvolvimento socioeconômico local e regional.

Publicado

2021-11-23