SISTEMA DE CONTROLE GERENCIAL E CONFIANÇA ENTRE GESTORES E FUNCIONÁRIOS: ESTUDO DE CASO DURANTE A FUSÃO DE EMPRESA NO BRASIL

Autores

  • Patricia Villa Costa Vaz Universidade Federal do Paraná
  • Marcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo

DOI:

https://doi.org/10.22277/rgo.v15i3.6712

Palavras-chave:

Confiança. Estudo de caso. Fusão. Sistemas de Controle Gerencial.

Resumo

Objetivo: Este estudo tem como objetivo analisar como o pacote de Sistema de Controle Gerencial impacta a percepção de confiança entre gestores e funcionários de uma empresa que passava por processos de mudança de ativos, como fusão.

Método / abordagem: A metodologia adotada é o estudo de caso em uma empresa de telecomunicações do sul do Brasil, com entrevistas semiestruturadas com cinco sujeitos (dois gerentes e três funcionários) e análise do discurso dos dados coletados.

Principais resultados: Como resultados, foi possível identificar os cinco componentes do pacote de Sistema de Controle Gerencial nos relatos dos entrevistados (controles culturais, planejamento, controles cibernéticos, recompensa e compensação e controles administrativos) e sua relação com as três formas de confiança (contratual, comunicativa e baseada em competência). Foi apontado que a transparência nas ações diárias facilita a ocorrência de confiança entre gestores e colaboradores. Além disso, foi analisada a percepção de dois entrevistados algum tempo após a fusão, verificando que as percepções de confiança foram diferentes, de acordo com a proximidade com o processo de fusão.

Contribuições metodológicas / sociais / gerenciais: Este estudo busca contribuir na análise dos componentes do pacote de Sistema de Controle Gerencial e aspectos de confiança, considerando um processo de fusão.

Originalidade / relevância: É relevante analisar o processo de fusão considerando que esta incerteza sobre o futuro da empresa pode promover nos colaboradores resultados indesejáveis, como diminuição da produtividade, falta de comprometimento com as metas e aumento da rotatividade dos funcionários.

Referências

Angonese, R., & Lavarda, C. E. F. (2014). Análise dos Fatores de Resistência Envolvidos no Processo de Mudança no Sistema de Contabilidade Gerencial. Revista Contabilidade e Finanças, 25 (66), 214-227.

Baldvinsdottir, G., Hagberg, A., Johansson, I., Jonall, K., & Marton, J. (2011). Accounting research and trust: a literature review. Qualitative Research in Accounting & Management, 8 (4), 382-424.

Beuren, I. M., Klein, L., Lara, F. L., & Almeida, L. B. de. (2016). Percepção de Justiça nos Sistemas de Controle Gerencial Aumenta Comprometimento e Confiança dos Gestores? RAC, Rio de Janeiro, 20 (2), 216-237.

Burns, J., & Scapens, R. W. (2000). Conceptualizing management accounting change: an institutional framework. Management Accounting Research, 11, 03-25.

Cooper, D. R., & Schindler, P. S. (2011). Métodos de pesquisa em administração. 10ed. Porto Alegre: Bookman.

Cruz, A. P. C. da, Frare, A. B., Buchweitz, M. J. R., Quintana, A. C., Pereira, T. A., & D’Avila, L. C. (2019). Associação entre uso do sistema de controle gerencial e desempenho organizacional. Enf.: Ref. Cont., UEM – Paraná, 39 (3), 99-113.

Eisenhardt, K. M. (1989). Building theory from Case Study Research. The Academy of Management Review, 14 (4), 532-550.

Gaskell, G. (2013). Entrevistas individuais e grupais. In: Bauer, M. W., & Gaskell, G. (orgs.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 11a ed. Trad.: Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis: Vozes. Cap. 3, 64-89.

Gill, R. (2013). Análise de discurso. In: Bauer, M. W., & Gaskell, G. (orgs.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 11ª ed. Trad.: Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis: Vozes. Cap. 10, 244-270.

Hartmann, F., & Slapnicar, S. (2009). How formal performance evaluation affects trust between superior and subordinate managers. Accounting, Organizations and Society, 34 (6/7), 722-737.

Johansson, I. L., & Baldvinsdottir, G. (2003). Accounting for trust: some empirical evidence. Management Accounting Research, 14 (3), 219-234.

Jordão, R. V. D., & Souza, A. A. de. (2013). Aquisição de empresas como fator de mudança no Sistema de Controle Gerencial: uma análise estratégica sob a perspectiva da Teoria Contingencial. Revista Universo Contábil, 9 (3), 75-103.

Langevin, P., & Mendoza, C. (2013). How can management control system fairness reduce managers’ unethical behaviours? European Management Journal, 31, 209-222.

Lavarda, C. E. F., Feliu, V. M. R., & Palanca, M. B. (2009). La Interiorización del Cambio de un Sistema Contable de Gestión en la Pequena Empresa. Revista Contabilidade & Finanças, 20 (51), 101-115.

Malmi, T., & Brown, D. A. (2008). Management control systems as a package - opportunities, challenges and research directions. Management Accounting Research, 19 (4), 287-300.

Neu, D. (1991). Trust, impression management and the public accounting profession. Critical Perspectives on Accounting, 2 (3), 295-313.

Razi, N. & Garrick, J. (2019). The “betrayal effect” on post-acquisition integration: A performative appraisal of management control systems in a merger context. Qualitative Research in Accounting & Management, 16 (2), 279-303.

Reina, D. L., & Reina, M. L. (2007). Building Susteinable Trust. OdPractitioner, 39 (1), 36-41.

Rousseau, D. M., Sitkin, S. B., Burt, R. S., & Camerer, C. (1998) Not so different after all: a cross-discipline view of trust. Academy of Management Review, 23 (3), 393-404.

Simons, R. (1987). Accounting control systems and business strategy: an empirical analysis. Accounting, Organizations and Society, 12 (4), 357-374.

Smith, G. (2005). How to achieve organizational trust within an accounting department. Managerial Auditing Journal, 20 (5), 520-523.

Tomkins, C. (2001). Interdependencies, trust and information in relationships, alliances and networks. Accounting, Organizations and Society, 26 (2), 161-191.

Väisänen, M., Tessier, S. & Järvinen, J. T. (2021). Fostering Enabling Perceptions of Management Controls during Post-Acquisition Integration. Contemporary Accounting Research, 38, 1341-1367.

Vaz, P. V. C. (2017). O papel mediador da confiança entre líderes e liderados na relação do sistema de controle gerencial com os objetivos organizacionais. Tese (doutorado em Contabilidade) – Universidade Federal do Paraná, 190 f.

___________, & Espejo, M. M. dos S. B. (2020). Percepção de líderes e liderados sobre confiança e Sistema de Controle Gerencial em uma instituição de pesquisa brasileira. Desafio online, 8 (3), 419-439.

Publicado

2022-10-03