Previdência social brasileira: uma avaliação demográfica

Autores

  • Flávio Braga de Almeida Gabriel Unochapecó
  • Carlos Roberto Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v14i26.1173

Palavras-chave:

Consultoria, Aprendizagem, Gestão.

Resumo

Este artigo busca avaliar o atual estágio da Previdência Social brasileira, embasando-se em dados do Ministério da Previdência Social e de outros orgãos governamentais, como a Secretaria do Tesouro Nacional e o Banco Central. Assim, propõe-se uma avaliação para os próximos anos por meio das projeções demográficas feitas até 2050 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Como principais conclusões para a atual situação do modelo, destacam-se: ampliação na cobertura, aumento de custo e déficit previdenciário. Para os próximos anos, destacam-se: envelhecimento acentuado da população (impulsionado pela melhoria da qualidade de vida dos idosos e pela diminuição da taxa de fecundidade) e o aumento de pedidos de benefícios previdenciários.

Edição

Seção

Artigos