Dispersão espacial e mudança estrutural da indústria química no Brasil

Autores

  • Neuler André Soares de Almeida
  • Carlos Eduardo Lobo e Silva
  • Osmar Tomaz de Souza

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v16i30/31.1645

Palavras-chave:

Ferreira Gullar. Trocas simbólicas. Fronteiras.

Resumo

O objetivo do presente trabalho é identificar quais mudanças estruturais ocorreram no setor industrial de química no Brasil, quanto à localização desta atividade. Para tanto, utilizou-se para avaliação empírica da dinâmica das empresas e do número de empregos dentro da estrutura setorial da indústria química, o Índice de Mudança Estrutural (IME), com o objetivo de verificar o grau de mudança da composição estrutural emcomparação com a mudança na composição estrutural da indústria de transformação total do país, por unidade dafederação. Os resultados obtidos apontaram para um aumento do número de empresas e de pessoas ocupadas noramo industrial, tanto no setor químico como no total da indústria de transformação, no período analisado. Contudo, os estados mais industrializados perderam participação significativa no total de empresas e pessoas ocupadas na indústria nacional.

Edição

Seção

Artigos