Determinantes da Vitimização no Brasil

Autores

  • Cristiane Silva Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v19i35.3451

Resumo

Este estudo utiliza de métodos econométricos para identificar os determinantes individuais
da vitimização no Brasil. A partir de dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios
(PNAD) de 2008 e de 2009, são estimados modelos de regressão Probit para encontrar os determinantes
da vitimização, e da propensão a registrar a ocorrência de três tipos de crime: furto, roubo
e agressão física. Os resultados encontrados mostram que a probabilidade de vitimização é maior
para os homens e aumenta com a escolaridade dos indivíduos. O trabalho conclui que a vitimização
acontece mais em jovens, do sexo masculino e com alto nível de escolaridade sugerindo que
estes estão mais expostos a violência.


Palavras-chave: Crime. Vitimização. Probit.

Publicado

2016-10-27

Edição

Seção

Artigos