O preço de tudo e o valor de nada: uma discussão do método custo-benefício

Autores

  • Solange Regina Marin Universidade Comunitária Regional de Chapecó
  • André Marzulo Quintana

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v12i22.392

Palavras-chave:

Desenvolvimento rural, produção agropécuária, mirobacias 2.

Resumo

A discussão sobre o método custo-benefício pode ser entendida como uma tentativa de evolução acerca de como pensar a avaliação de projetos ou a regulação na esfera das políticas públicas, principalmente nas áreas da saúde e do meio ambiente. O artigo apresenta de uma forma geral a estrutura e os principais pressupostos do método custo-benefício (seção 1), discute alguns argumentos críticos dessa metodologia (seção 2) e sugere duas alternativas para a avaliação de projetos e da prática da regulação que leva em consideração não apenas o retorno econômico, mas a melhoria na qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente (seção 3). O argumento final é o de que o processo decisório quanto à realização de determinado investimento em uma política pública ou na instituição da prática da regulação poderia estar baseado não apenas no aparato técnico que quantifica os retornos econômicos.

Edição

Seção

Artigos