AS RAÍZES DA TEORIA DOS JOGOS E COMPORTAMENTO ECONÔMICO: UMA ANÁLISE EPISTEMOLÓGICA A PARTIR DOS TRABALHOS DE JOHN VON NEUMANN, OSKAR MORGENSTERN E JOHN FORBES NASH

Autores

  • Angelica Pott de Medeiros Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v24i40.5504

Palavras-chave:

Mercado de Capitais, Precificação de Ativos, Cinco Fatores de Fama & French, Crises, Períodos Macroeconômicos.

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar sob um ponto de vista epistemológico a Teoria dos Jogos, baseando-se em von Neumann, Morgenstern e Nash, a partir de suas relevantes obras para o campo. Diante disso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica visando sintetizar os principais aspectos epistemológicos e as principais correntes de pensamento científico e filosófico. A partir disso, foi possível avançar para a próxima etapa, que consistiu em uma análise documental das obras sob a ótica da epistemologia. Os resultados indicam que a Teoria dos Jogos aborda matematicamente o processo de tomada de decisão de agentes, cujo objetivo principal é a maximização da utilidade dos jogadores, que pautam-se em decisões racionais. Dessa forma, em seus conceitos é possível identificar, sobremaneira, características do utilitarismo e do positivismo.

Publicado

2020-10-14