Agricultura familiar brasileira frente as transformações do sistema agroalimentar contemporâneo: a estratégia de verticalização da produção

Autores

  • Valdemar João Wesz Junior

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v12i23.567

Palavras-chave:

Experiência. Participação Planejamento urbano Governança.

Resumo

O objetivo desse trabalho é analisar a inserção da agricultura familiar no sistema agroalimentar globalizado, percebendo primeiramente a sua situação nas cadeias integradas
diante dos novos padrões de coordenação (agroindústria, supermercados e centrais de abastecimento) e, posteriormente, considerando como esses agricultores se inserem nos sistemas alternativos de distribuição. Portanto, procura-se entender os reflexos da nova dinâmica dos mercados sobre os agricultores e as estratégias assumidas por estes para se assegurar na atividade e no meio rural. Com a pretensão de explorar os novos nichos de mercado para esse público dentro dos sistemas alternativos, é dedicado um espaço exclusivo à discussão das formas autônomas desenvolvidas pelas unidades familiares através da
verticalização da produção, onde ganha espaço a agregação de valor através da agroindustrialização e da valorização dos atributos territoriais e culturais.

Edição

Seção

Artigos