Guefilte fish, tsholent, maçã, mel e vinho: a (re)construção da identidade judaica campineira através da culinária

Autores

  • Ariel Elias Nascimento Unochapecó

Palavras-chave:

Personalidade. Valores humanos. Maquiavelismo. . Poder. Valores do trabalho.

Resumo

Quando se analisa a identidade de imigrantes é necessário levar em consideração o rompimento com a pátria, com a sociedade, com os ritmos que a família havia estabelecido em seu país de origem. Assim, buscam-se formas, caminhos, recursos para que a identidade seja preservada. Neste sentido, o presente artigo estabelece, como ponto nodal, a cozinha como o espaço da memória dos judeus que emigraram para Campinas, nos primórdios do século XX. Os saberes que envolvem a culinária, mais especificamente a cozinha, a mulher e o abatedor ritual colaboram para preservação destas memórias, essenciais para a manutenção da identidade judaica.

Biografia do Autor

Ariel Elias Nascimento, Unochapecó

Edição

Seção

Artigos