A psicologia de fronteiras e barreiras: escalando o muro na cabeça

Autores

  • Costica Bradatan

Resumo

Este artigo esboça uma fenomenologia de paredes como barreiras e obstáculos. Nos Procuramos estabelecer dois pontos: Primeiro, para aqueles que os constróem e usam, as paredes são a expressão visível de uma necessidade de segurança e auto-isolamento. Segundo, a partir da perspectiva daqueles para quem os muros são construídos e usados, há um desafio e uma oportunidade para a auto-superação. Finalmente, este artigo sugere uma visão possível da história como um jogo de grande escala entre os construtores e os destruidores de muros, que define a lógica das barreiras.

Edição

Seção

Artigos