Entre homens e mulheres, escravizados e libertos, campo e cidade - eis as tias “negras” do carimbó na fronteira do saber na cidade da Vigia-PA

Autores

  • Assunção José Pureza Amaral
  • Raimundo Paulo Cordeiro

Palavras-chave:

Perfil, Liderança

Resumo

O artigo intitulado Entre homens e mulheres, escravizados e libertos, campo e cidade – eis as tias “negras” do carimbó na fronteira do saber na cidade da Vigia-PA trata da presença de mulheres negras na cultura do carimbó, no estado do Pará, região Norte do Brasil. O objetivo é compreender o papel e o poder da mulher negra no processo de criação cultural na Amazônia. A metodologia envolveu levantamentos historiográfico, etnográfico e de campo naquela cidade. Revela como a mobilidade de mulheres negras propagou e manteve a cultura do carimbó, com fronteira aberta de movimento de pessoas e de cultura.

Edição

Seção

Artigos