Fronteiras interdisciplinares no estudo do passado indígena: considerações sobre arqueologia e história em Santa Catarina

Autores

  • Jaisson Teixeira Lino
  • Elisana Reis da Silva
  • Gislaine Inácio de Melo Lino

Palavras-chave:

Modelo VRIO. Recursos Organizacionais. Estratégia Ambiental.

Resumo

O presente estudo objetiva realizar uma reflexão sobre a história indígena no plano das fontes arqueológicas e históricas. Sabe-se que o diálogo entre as fontes é estritamente necessário para a pesquisa das sociedades nativas na longa duração, sendo que a etno-história pode contribuir como fonte mais detalhada sobre a organização social e mágico-religiosa e a cultura material para as análises da tecnologia, do cotidiano, das relações com o meio ambiente, entre outros. Como áreas do conhecimento que buscam por meios diferentes, formas de interpretação do passado, travaram tensões e rupturas, colocando como corolário básico uma diferença radical entre as sociedades indígenas do período pré-colonial e histórico. Antes de imaginar a arqueologia subordinada à história, ou vice-versa, é necessário estabelecer o esforço interdisciplinar de complementaridade entre fontes e, desta forma, estudar o passado indígena a partir de uma perspectiva muito mais ampla.

Biografia do Autor

Jaisson Teixeira Lino

Edição

Seção

Artigos