Territoriality matters in the anthropology of borders, cities and regions

Autores

  • Thomas M. Wilson

Palavras-chave:

Estratégia. Stakeholders. Turismo

Resumo

Resumo
Territórios e territorialidades persistem como preocupações centrais para cientistas sociais pesquisando bordas, limites e fronteiras. O território subsiste como um componente principal de territorialidade e também é um mecanismo central de diferenciação social e política e de integração. As tensões na academia, que surgem a partir das muitas maneiras em que as fronteiras e territorialidade se relacionam, são fatores fundamentais para o crescimento mundial nos estudos de fronteiras. Os estudos, enquanto amplamente focados nas fronteiras geopolíticas internacionais, também têm muito a oferecer no exame dos limites, bordas e fronteiras que delimitam e definem outras entidades geopolíticas, como as regiões, províncias, e as cidades. Vilas e cidades, por exemplo, têm os seus próprios limites internos e externos, muitos dos quais são paralelos ou cruzam outros tipos de fronteiras, regionais e nacionais. Este artigo explora aspectos de estudos urbanos e regionais para mostrar que uma antropologia das fronteiras ainda deve enfrentar questões importantes a respeito de território e territorialidade.

Abstract
Territory and territoriality persist as key concerns to social scientists who are interested in borders, boundaries and frontiers. Territory remains the principal ingredient in territoriality, and is an inescapable agent of social and political differentiation and integration. The tensions in scholarship that arise from the many ways in which frontiers and territoriality matter to each other are key factors in the worldwide growth in border studies. Border studies, while largely focused on international geopolitical borders, also have a great deal to offer in the examination of the boundaries, many of which parallel or intersect other sorts of borders, such as the regional and national. This essay explores aspects of urban and regional studies to show how an anthropology of frontiers must still wrestle with the important issues of territory and territoriality.     

Edição

Seção

Artigos