Conflitos étnicos no Oeste de Santa Catarina: diáspora e reagrupamento no Araça’í

Autores

  • Protasio Paulo Langer
  • Valdir Cemin

Resumo

O presente artigo propõe elementos empíricos e teóricos para elucidar um conflito étnico que se estende desde a ocupação do Oeste de Santa Catarina, pelas frentes de colonização euro-brasileiras (1923), até a contemporaneidade. O impulso para a realização do presente estudo foi a eclosão de um conflito entre colonos e índios, em julho do ano 2000, na ocasião em que um grupo Mbiá Guarani reocupou uma área reivindicada como terra tradicional indígena. Partindo de uma breve contextualização histórica, buscamos caracterizar e desmistificar o discurso do colonizador acerca das populações autóctones, que ocupavam a referida região. Na seqüência, pretendemos desenredar a diáspora aplicada pelos colonos à população guarani, assim como, os fatores que possibilitaram o reagrupamento desse grupo em torno de um território do qual haviam sido desalojados há décadas.

Publicado

2014-07-30