Nas interfaces do trabalho, emprego e lazer.

Autores

  • Leila Maria da Silva Blass

Resumo

Em que medida o debate contemporâneo em torno da chamada nova questão social contempla as relações entre trabalho, emprego e lazer ? A análise aqui proposta resulta de uma pesquisa recentemente concluída sobre a produção dos desfiles de carnaval pelas escolas de samba de São Paulo, que abrange uma pluralidade de processos de trabalho, da elaboração de um enredo até a construção das alegorias, confecção dos adereços e fantasias. Será focalizada a figura síntese do carnavalesco. Suas funções e papel mesclam práticas de trabalho e de emprego, no chamado mundo do não trabalho (ou da festa). Partindo de uma leitura interna dessa produção, pretendo, entre outros objetivos, questionar a noção moderna de trabalho; mostrar o modo popular de organizar e produzir esses desfiles que antecedem ao debate contemporâneo acerca das modernas formas de gestão calcadas nos novos paradigmas produtivos; ponderar a respeito dos significados do trabalho e do emprego, tendo em vista o sistema de relações sociais em que estão inseridas. Nessa medida, a reflexão aqui sistematizada pode contribuir com o estudo das metamorfoses contemporâneas do trabalho, retomando o debate sociológico sobre o entrelaçamento das práticas sindicais com as lúdicas, bem como as relações entre trabalho, emprego e lazer.

Publicado

2014-07-31

Edição

Seção

Artigos