Medidas da composição de artefatos metálicos pré-columbianos por fluorescência de raios X portátil (PXRF)

Autores

  • Fabio Lopes Universidade Estadual de Londrina
  • Carlos Roberto Appoloni Universidade Estadual de Londrina
  • Roberto Cesareo Universitá Degli Studi di Sassari

Resumo

Foram analisados artefatos de metais pré-colombianos pertencentes à cultura Chavín e Vícus que floresceram ao norte do Peru. As análises indicaram que as peças foram produzidas em ligas de ouro (Au), prata (Ag) e cobre (Cu) e também em tumbaga, isto é, cobre ou prata enriquecido na superfície com ouro. No total foram analisadas duas peças pertencentes ao Museu Enrico Poli, Lima. Nas análises foram utilizado um equipamento portátil de Fluorescência de Raios X (PXRF) composto de um detector modelo X-123SDD com cristal Si-Drift, área ativa do Cristal de 7 mm2 e janela de Berílio (Be) com 12,5 m de espessura e tubo de prata. Amostras padrões de ouro, prata e cobre foram empregados para a calibração e quantificação.

Biografia do Autor

Fabio Lopes, Universidade Estadual de Londrina

Servidor publico, Físico na Universidade Estadual de Londrina, Departamento de Física. Graduação em Física (1996), Mestrado em Energia Nuclear pelo Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo (CENA/USP) (2003), Doutorado em Física pela Universidade Estadual de Londrina/Universidade Estadual de Maringá e Bolsista Sanduiche no Departamento de Matemática e Física da Universitá Degli Studi di Sassari, Itália. Possui experiência em Técnicas Analíticas Nucleares com ênfase em aplicações no Patrimônio Cultural. E-mail: fabiolopes@uel.br

Carlos Roberto Appoloni, Universidade Estadual de Londrina

Mestre e Doutor em Física Nuclear Experimental pelo Programa de Pós-Graduação em Física do Instituto de Física da Universidade de São Paulo. Docente do Departamento de Física da Universidade Estadual de Londrina (UEL) desde 1976. Coordenador do Laboratório de Física Nuclear Aplicada (LFNA) da UEL. Atua na área de métodos analíticos e de imageamento com técnicas nucleares, atômicas e moleculares. Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq 1C. E-mail: appoloni@uel.br

Roberto Cesareo, Universitá Degli Studi di Sassari

Professor Titular no Departamento de Matemática e Física da Universitá Degli Studi di Sassari, Itália. Doutorado em Física pela Universidade La Sapienza de Roma. E-mail: cesáreo@unissi.it

Publicado

2015-12-03