Prosperidade x declínio: as representações da decadência em Minas Gerais na segunda metade do século XIX

Autores

  • Márcio Achtschin Santos Universidade Federal dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha

DOI:

https://doi.org/10.22562/2017.46.10

Resumo

A proposta deste artigo é analisar as representações construídas pela imprensa mineira sobre o espaço econômico e político ocupado por Minas Gerais no Império. Através do imaginário social, tendo como fontes os periódicos mineiros do Oitocentos, esse trabalho propõe repensar um antigo debate na historiografia mineira, qual seja: a decadência ou o crescimento de Minas no século XIX. Tendo como referência as representações construídas no discurso dos jornais, identifica-se, neste trabalho, um sentimento de declínio econômico e enfraquecimento político da província mineira a partir dos anos de 1840.

Biografia do Autor

Márcio Achtschin Santos, Universidade Federal dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha

Doutor em Histórica e Cultura Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), professor do Curso de Serviço Social pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Publicado

2017-06-01

Edição

Seção

Artigos