Percepções em torno de uma experiência participativa: a discussão do planejamento estratégico de desenvolvimento urbano (Congresso da Cidade) de Chapecó (SC) – 2001

Autores

  • Monica Hass Universidade Comunitária Regional de Chapecó

Palavras-chave:

Educação Patrimonial, Estudo do Meio, Metodologia do Ensino de História

Resumo

Este artigo analisa o processo participativo que ocorreu em torno do planejamento estratégico participativo de desenvolvimento urbano, chamado de Congresso da Cidade, que aconteceu em Chapecó (SC), em 2001. Partindo principalmente do relato de experiência dos entrevistados, problematiza questões envolvendo a metodologia do processo participativo adotado, a motivação em torno da implantação do CC, a definição dos temas a serem discutidos, o perfil dos participantes e as resistências em relação ao projeto. O trabalho contêm também o histórico e as principais características do Congresso da Cidade, que é um instrumento de governança implantado pelo governo popular para planejar o desenvolvimento urbano local a médio e longo prazo, com a participação de atores sociais, do mercado e do governo. A análise é feita a partir do neoinstitucionalismo, demonstrando o papel do Estado/Governo local na implantação do instrumento de governança. Ressalta-se que neste texto se parte do pressuposto de que o CC é um experimento de governança com características híbridas, uma vez que contêm tanto elementos oligárquicos quanto democráticos.