Lugares sagrados no oeste de Santa Catarina: marcas materiais da religiosidade popular nos municípios de Xanxerê, Bom Jesus, Ipuaçu e Entre Rios

DOI:

https://doi.org/10.22562/2019.51.06

Palavras-chave:

Estratégia, Vantagem Competitiva, Organizações Sociais, Stakeholders

Resumo

O presente artigo apresenta o resultado de trabalhos de campo de identificação de sítios históricos em Xanxerê, Bom Jesus, Ipuaçu e Entre Rios no Estado de Santa Catarina associados à passagem de “monges santos” entre meados do século XIX e início do século XX. Foram registrados sete lugares classificados como grutas, capelas ou fontes d’água, denotando na atualidade a contínua utilização desses espaços para a realização de visitas e rituais, a se julgar pelos objetos e outros vestígios observados nesses locais. Os lugares associados às passagens dos “monges santos”, em especial com São João Maria, são importantes marcadores físicos e simbólicos na paisagem regional, com grande potencial para estudos nas mais diversas áreas das ciências humanas.

Publicado

2019-12-10