Literatura e a construção da rodovia Transamazônica (BR - 230)

A euforia com a estrada na obra de Consuelo Belloni

Autores

  • José Valtemir Ferreira da silva Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.22562/2021.55.08

Palavras-chave:

Transamazônica , Literatura, Otimismo

Resumo

O presente texto tem como propósito refletir e apresentar a obra da literatura nacional Transamazônica (Brasil, 1970 – Momento histórico) de Consuelo Belloni, que se ambienta no momento histórico da construção da rodovia Transamazônica (BR - 230) na década de 1970. Esta obra integra um conjunto de produções coletadas ao longo da pesquisa de doutoramento em andamento na área de Estudos Literários, iniciada em 2019 (PPGL-UFPA), e suscita reflexões sobre temáticas que permearam o ambiente de construção da referida rodovia e que surgem como possibilidades para uma abordagem da relação literatura e momento/evento histórico. Neste estudo delimita-se para a análise a evidência de uma posição otimista na obra literária acerca da construção da estrada na década de 1970. Para sua consecução foi feita a consulta de fontes documentais que se remetem ao evento histórico, como a revista Manchete e o jornal Folha de São Paulo, bem como a consulta de pesquisadores que abordam o evento histórico, como Martins de Souza (2012). 

Biografia do Autor

José Valtemir Ferreira da silva, Universidade Federal do Pará

Doutorando em Letras – Estudos Literários, PPGL/UFPA, Mestre em Linguagens e Saberes na Amazônia, PPLSA/UFPA, Graduado em Letras/Língua Portuguesa, UFPA/Campus de Altamira, Técnico-administrativo do Campus de Altamira da Universidade Federal do Pará.

Publicado

2021-12-03