A trajetória de uma estrada

Análise de discurso de representações da rodovia Transamazônica em seus cinquenta anos de história

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22562/2021.55.02

Palavras-chave:

Transamazônica, Desenvolvimento, Trajetória

Resumo

A rodovia Transamazônica teve ampla repercussão na imprensa nacional quando foi inaugurada na década de 1970. Passados cinquenta anos, considerando que a estrada segue inacabada, indaga-se quais representações estão presentes no imaginário social sobre ela. O objetivo deste artigo é identificar a percepção que se tem construído sobre a Transamazônica, utilizando a metodologia da análise de discurso. Foram selecionados reportagens e textos jornalísticos de quatro veículos da grande imprensa nacional, entre 1970 e 2020. Foram destacados os seguintes marcadores: desenvolvimento, esperança, integração e devastação. Concluímos que a percepção sobre a rodovia muda com o tempo, evidenciando as contradições nos conceitos que expressam a trajetória da estrada.

Biografia do Autor

Matilde de Souza, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Professora do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da PUC Minas. Doutora em Ciências Humanas pela UFMG.

Guillermina Elias, Universidad Nacional de Rosario

Licenciada y Doctoranda en Relaciones Internacionales, Univ. Nacional de Rosario, Argentina. Instituto Argentino de Nivología, Glaciología y Ciencias Ambientales (IANIGLA) - CONICET.

Victor Nascimento, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutorando  e Mestre em Relações Internacionais pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da PUC Minas.

Publicado

2021-12-03