Urbanização das condutas: a constituição discursiva do espaço e do homem urbano chapecoense [1970-1980]

Autores

  • Fernando Vitória Unochapecó

Palavras-chave:

sazonalidade, preços agrícolas, Rio Grande do Sul

Resumo

O presente artigo propõe-se a analisar o processo discursivo de criação do homem urbano chapecoense durante o período de 1970 a 1980. Nos valendo da crítica de Foucault sobre a noção de influência como fator explicativo e as suas observações acerca do discurso e seu processo de construção dos objetos, atentamos para as mudanças de tendênciaque levam, em se tratando do homem e da noção de seu trato, de um processo, visto como de exclusão no início do século, para um processo de inclusão, a partir da tomada deste como alguém que pode ser educado, direcionado ou condicionado à certa forma de se portar e de viver mediante a difusão de uma ideia de participação e de pertencimento. Analisando periódicos de circulação na época, tentamoscompreender como essa postura, a qual denominamos Urbanização das Condutas, procura constituir uma noção de urbano e de práticas condizentes ao convívio neste espaço que crescia muito em função do deslocamento do campo para a cidade. 

Publicado

2022-05-30