MUDANÇAS NO CLIMA E A DISTRIBUIÇÃO POTENCIAL FUTURA DE Mimosa scabrella BENTH

Influência das mudanças climáticas na bracatinga

Autores

  • Mariéle Alves Ferrer da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Pedro Higuchi Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Ana Carolina da Silva Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.24021/raac.v18i1.5413

Resumo

Objetivou-se predizer como a distribuição potencial de Mimosa scabrella Benth. será impactada por mudanças no clima. Para as coordenadas geográficas da espécie, foram consideradas 19 variáveis bioclimáticas e a altitude. O nicho bioclimático foi modelado por intermédio do algoritmo de Máxima Entropia (Maxent). A qualidade dos ajustes foi verificada por meio dos valores de TSS. Foram realizadas projeções para o ano de 2070, utilizando-se o consenso dos ajustes com TSS > 0,85, considerando um cenário otimista (RCP4.5) e um pessimista (RCP8.5), conforme o quinto relatório do IPCC.  M. scabrella apresenta distribuição fitogeográfica de caráter subtropical, sendo influenciada principalmente pela quantidade de chuva no verão e isotermalidade. Nos cenários mais e menos otimistas estima-se que haverá uma redução de, respectivamente, 21,7 e 48,9% em sua área de ocorrência potencial. Em se tratando de áreas estratégicas para a conservação da espécie, se destacaram as áreas planálticas e serranas na região Sul e Sudeste.

Publicado

2021-01-18