Cadastro da residência da Família Garghetti, em Seara – SC: um registro da arquitetura rural da colonização no oeste catarinense

Autores

  • Camila Fujita Unochapecó
  • Christine Martins Scherer
  • Matheus José Rigon

Palavras-chave:

Empresa Familiar, Gestão, Internacionalização

Resumo

Este artigo trata sobre o processo de documentação/cadastramento do conjunto arquitetônico de uma propriedade rural do município de Seara – SC, remanescente dos primeiros tempos da colonização do oeste catarinense. Busca comunicar os produtos e análises desenvolvidos a partir do cadastramento realizado, bem como refletir acerca do processo desenvolvido e suas contribuições. Os procedimentos seguidos fazem parte do referencial técnico do programa Monumenta e compreenderam a realização de pesquisa histórica, levantamento físico, análise tipológica/identificação de materiais e sistemas construtivos e diagnóstico, com ênfase na residência. Essas etapas se deram mediante coleta de dados in loco, entrevistas, estudo de referenciais teóricos e posterior sistematização destes. Como produto, obteve-se o cadastro proposto, que serviu de base à realização de uma proposta de intervenção no local. Verificou-se que o conjunto arquitetônico em questão constitui importante monumento histórico da região, pois, dentre outros aspectos, suas características remetem à essência da propriedade da colonização de origem italiana no sul do Brasil. As contribuições deste estudo voltam-se tanto ao meio acadêmico, pela ampliação dos conhecimentos sobre a arquitetura regional, quanto à comunidade, pela possibilidade de valorização e redescoberta da propriedade enquanto lugar de memória, a partir do registro realizado.

Publicado

2012-12-20