Protagonismo LGBT e museologia social: uma abordagem afirmativa aplicada à identidade de gênero

Autores

  • Jean Baptista
  • Tony Boita

Palavras-chave:

Economia criativa. Modelos de mensuração. Políticas públicas.

Resumo

A partir de questões surgidas com a morte de Giuseppe
Campuzano, fundador do Museu Travesti do Peru, o presente
estudo problematiza a ausência de um debate museológico sobre
a questão LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). Para tal,
elenca algumas experiências museológicas que se dedicam ao tema
da identidade de gênero no Ocidente, América Latina e Brasil.
Objetiva-se, com isso, sintetizar temas e experiências museais
interessadas na superação do extermínio da população LGBT e de
sua invisibilidade. A partir desses dados, procura-se caracterizar
uma museologia onde o protagonismo LGBT pode contribuir no
processo democratizador empreendido pela Museologia Social.

Publicado

2014-12-30

Edição

Seção

Artigos