As origens da indústria madeireira e do desmatamento da floresta de araucária no Médio Vale do Iguaçu (1884-1920)

Autores

  • Miguel Mundstock Xavier de Carvalho Universidade Comunitária Regional de Chapecó
  • Eunice Sueli Nodari

Palavras-chave:

vulnerabilidade social, serviços públicos, mundo rural

Resumo

Esse artigo tem o objetivo de investigar as origens da indústria madeireira no Médio Vale do Iguaçu. Paralelamente a colonização européia e as atividades agropecuárias daí resultantes, a indústria madeireira foi um dos fatores primordiais para a devastação da floresta de araucária ao longo do século XX. Até a década de 1910, a indústria madeireira tanto no Médio Vale do Iguaçu como em outros locais tinha uma característica mais artesanal, voltada para as necessidades locais das pequenas vilas que existiam no planalto sul-brasileiro daquela época. Mas com a construção da ferrovia São Paulo – Rio Grande, a chegada da companhia Lumber e o aumento da demanda por madeira em outras regiões do país e no exterior, a indústria madeireira passou a ter um caráter de empresa capitalista voltada para atender as necessidades do mercado de madeira.