Programa Vamos ao Museu?

Educação e Cultura

Autores

  • Andréia Menezes De Bernardi Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Ives de Oliveira Santos Melo Akala
  • Lindaura Maia Klimkievicz Moreira Akala
  • Adriana Piva Centro Universitário UNA
  • Patrícia Marinho de Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.22562/2021.54.16

Palavras-chave:

Educação patrimonial , Arte educação, “Vamos ao Museu?”

Resumo

Apresentaremos as características do Programa Vamos ao Museu?, iniciativa realizada em Minas Gerais de 2006 a 2016 com o objetivo de aproximar estudantes, professores e comunidades ligados a escolas públicas e espaços museais, visando contribuir para despertar um olhar mais curioso e sensível em relação à arte e ao patrimônio cultural, e promover o fortalecimento dos processos de construção identitária nas comunidades beneficiadas. Destacaremos as ações realizadas em duas edições emblemáticas do Programa: a edição “Natureza, Educação e Cultura”, em 2013, que teve como foco o patrimônio arqueológico de Pains, Minas Gerais, e a edição “Interpretar para Empreender”, com foco na obra de Vassily Kandinsky e realizada em 2015 no âmbito do V Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, concedido pelo Ibermuseos.

Biografia do Autor

Andréia Menezes De Bernardi, Universidade do Estado de Minas Gerais

Arte Educadora pela Escola Guignard/UEMG, Mestre em Educação pela UFMG, Doutoranda em Design pela UEMG. Professora da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais e coordenadora geral do Programa Vamos ao Museu?

Ives de Oliveira Santos Melo, Akala

Engenheiro civil pela FUMEC, especializado em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas/FGV, gestor cultural e educador. Presidente da Akala, organização da sociedade civil proponente do Programa Vamos ao Museu?

Lindaura Maia Klimkievicz Moreira, Akala

Arte educadora formada pela Escola Guignard/UEMG, educadora da edição 2015 do Programa Vamos ao Museu?

Adriana Piva, Centro Universitário UNA

Bacharel em Filosofia pela USP, Licenciada em Pedagogia pela Newton Paiva, Mestre em Educação pela UFMG, Professora do Centro Universitário UNA.

Patrícia Marinho de Carvalho

Doutora e Mestre em Arqueologia pelo MAE-USP, Especialista em Arqueologia pela UNISA e bacharel em Ciências Sociais pela FFLCH-USP, Assessora Técnica de Comunidade Quilombola Atingida por Barragem. 

 

Publicado

2021-06-16