Capitão Pedro Leite

Um sujeito em transição

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22562/2021.55.13

Palavras-chave:

Pedro Leite, Identidade, Afrodescendentes

Resumo

Este artigo segue os rastros do Capitão Pedro Leite em suas tramas vivenciadas no município de São José, no Estado de Santa Catarina, na virada do século XIX para o XX. Analisamos na trajetória do oficial de justiça afrodescendente, filho de mãe escravizada, as diferentes matrizes culturais de origem africana e europeia que se entrecruzam entre conciliações e conflitos de poder hegemônicos e contra hegemônicos. As fontes são registros da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, documentos do Museu do Tribunal de Justiça e narrativas de moradores da cidade. Partindo da História Social e dos estudos pós-coloniais, observamos as práticas do Capitão do Cacumbi Pedro Leite, atentando para suas estratégias de resistência tecidas em redes de sociabilidades, e evidenciando o caráter da cultura como um corpo complexo de práticas, de necessidades e de expectativas.

Biografia do Autor

Janaina Amorim da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Educação da UFSC. Mestra em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e graduada em História pela UDESC. Professora do ensino fundamental da rede municipal de São José. Membro dos grupos de pesquisa Pameduc (UFSC) e Rastros (USF).

Giovanna Santana, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda no PPGE/UFSC e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Mestra em Educação e graduada em História pela UFSC. É integrante dos grupos de pesquisa Pameduc (UFSC) e do Grupo Rastros (USF).

Elison Antonio Paim, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC), do Mestrado Profissional em Ensino de História (Profhistória-UFSC) e de Estágio Supervisionado de História da UFSC. Pós-doutor pelo Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED). Doutor em Educação pela Unicamp e Mestre em História pela PUC-SP. Membro dos grupos de pesquisa Pameduc (UFSC), Rastros (USF) e Kairós (UNICAMP).

Publicado

2021-12-03