A Transamazônica a partir da narrativa de uma família camponesa migrante:

Da fuga da seca no Nordeste aos desafios da reconstrução da vida no bioma amazônico

Autores

  • Ricardo Eduardo de Freitas Maia Universidade Federal do Pará
  • Roberta Rowsy Amorim de Castro Universidade Federal do Pará https://orcid.org/0000-0003-3149-3170
  • Gutemberg Armando Diniz Guerra Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.22562/2021.55.03

Palavras-chave:

Mobilidade espacial, Trajetória familiar, Reforma agrária

Resumo

Esse texto descreve o processo de migração de uma família nordestina para a Amazônia. A narrativa trazida aqui é uma história baseada na memória desse grupo, ilustrada com fotos do acervo familiar. Os fatos compartilhados no texto são provenientes de depoimentos e diálogos com os membros da família e da vivência dos primeiros autores na região, sendo o primeiro autor membro da terceira geração da família enfocada, acrescidos de observações e vivências do terceiro autor. A obtenção dos dados foi iniciada em novembro de 2020 e finalizada em maio de 2021. O texto está dividido em quatro partes, além da introdução. Depois de uma contextualização, inicia fazendo uma breve descrição da família e da vida no Nordeste, assim como os fatores que influenciaram no processo de tomada de decisão para a migração, os fatos da viagem e da chegada à Transamazônica. Além disso, discute o processo de fixação de moradia e adaptação ao novo bioma, com enfoque especial nas atividades produtivas. Por fim, apresenta a percepção dos participantes sobre o processo migratório e um resumo da saída dos filhos, envelhecimento do casal e venda da propriedade, bem como tece as considerações finais do artigo.

Biografia do Autor

Ricardo Eduardo de Freitas Maia, Universidade Federal do Pará

Doutorando em Desenvolvimento Rural (UFRGS), Mestre em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável (UFPA), professor na Universidade Federal do Pará.

Roberta Rowsy Amorim de Castro, Universidade Federal do Pará

Doutoranda em Agroecossistemas pelo Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável pelo Programa de Pós-Graduação em Agriculturas Amazônicas, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Pará.

Gutemberg Armando Diniz Guerra, Universidade Federal do Pará

Engenheiro agrônomo pela Universidade Federal da Bahia, Especialista em Programas de Desenvolvimento Rural Integrado pela Secretaria de Planejamento e tecnologia do Estado da Bahia, Mestre em planejamento do desenvolvimento pela universidade federal do Pará, Doutor em socioeconomia do desenvolvimento pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, França.

Publicado

2021-12-03