A expansão não conflituosa entre a produção de etanol e a produção de alimentos no Brasil

Autores

  • Giovani Angelo Soares Pinto Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v23i39.4529

Palavras-chave:

Multidisciplonar, Políticas Públicas, Plano Diretor Participativo, Reforma Urbana.

Resumo

No Brasil, há evidências de que a produção de etanol não prejudica sua segurança alimentar atualmente. Diante desse fato, surge o objetivo principal deste estudo: verificar se a ausência de competição no Brasil entre a produção de etanol e a produção de alimentos ocorre devido ao aumento de eficiência produtiva no setor agropecuário ou se dá pela expansão da produção de cana-de-açúcar e de alimentos em áreas onde ocorre desmatamento da vegetação nativa. Para alcançar tal objetivo, o presente trabalho contará com uma metodologia baseada no conceito de elasticidade.

Biografia do Autor

Giovani Angelo Soares Pinto, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

Área: Economia.

Sub-área: Economia Aplicada.

Publicado

2020-04-16

Edição

Seção

Artigos