AGRICULTURA FAMILIAR E FUMICULTURA EM PILÕES/RN

Autores

  • Lauriciana Damares da Silva UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN
  • BOANERGES DE FREITAS BARRETO FILHO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN http://orcid.org/0000-0003-1777-3520

DOI:

https://doi.org/10.46699/rce.v23i39.5328

Palavras-chave:

Psicologia positiva, Psicologia Organizacional, seleção de candidatos a vaga de orçamentista.

Resumo

A agricultura familiar não restringe as atividades apenas a produção de alimentos, pelo contrário, a produção abarca vários tipos de culturas distribuídas pelas diversas regiões do país, como é o caso da produção fumageira que é desenvolvida, basicamente, por agricultores familiares. O trabalho tem como objetivo descrever a dinâmica da fumicultura no município de Pilões/RN, destacando as principais consequências associadas ao esgotamento da atividade. O ciclo fumageiro no município de Pilões/RN proporcionou pontos positivos e negativos, pois, ao mesmo tempo em que representou certa relevância para a economia local, também contribuiu para o esgotamento precoce dos recursos hídricos nos anos de estiagem, impactou negativamente a saúde dos envolvidos com o cultivo, especialmente os trabalhadores e reduziu a diversidade da produção agrícola dos agricultores familiares.

Biografia do Autor

Lauriciana Damares da Silva, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

DEPARTAMENTO DE ECONOMIA

BOANERGES DE FREITAS BARRETO FILHO, UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (2002). Especialista em Desenvolvimento Regional e Planejamento Territorial pela UERN. Mestrado Acadêmico em Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido. Professor do Departamento de Economia da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Pau dos Ferros, Brasil.

Publicado

2020-04-16

Edição

Seção

Artigos