A PARTICIPAÇÃO DA CRIANÇA NA PESQUISA: entre possibilidades e limites

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5780

Palavras-chave:

Pesquisa com crianças. Sociologia da Infância. Possibilidades. Limites

Resumo

Este texto, recorte de uma pesquisa de Mestrado, tece reflexões acerca da participação de crianças em pesquisa. A intenção não é analisar os resultados da pesquisa realizada, mas sim refletir acerca das possibilidades e limites que a pesquisa com crianças nos impõe como processo investigativo denso que necessita de muito estudo, planejamento, organização e ética. A pesquisa ancora-se na Sociologia da Infância, pois esse campo teórico defende as crianças enquanto sujeitos de direitos, produtores de culturas e de saberes, que precisam ser escutadas e respeitadas. Com o desenvolvimento da pesquisa foi possível constatar que o exercício de pesquisar com criança não é um processo simples, mas um exercício que exige, cuidado, sensibilidade, ética, flexibilidade e amplo conhecimento sobre a infância por parte do pesquisador, pois, envolver as crianças na pesquisa, torna-se um importante mecanismo de reconhecimento destas enquanto autores e atores de suas próprias histórias que merecem ser escutadas e respeitados pelas suas singularidades.

Biografia do Autor

Marta Regina Brostolin, Universidade Catolica Dom Bosco

Doutorado em Educação. Estágio Pós-doutoral - Universidade do Minho, Braga/Portugal. Docente da Universidade Católica Dom Bosco - UCDB no Curso de Pedagogia e Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado. Líder do GEPDI – Grupo de Estudos e Pesquisas da Docência na Infância. E-mail:brosto@ucdb.br

Ana Paula Zaikievicz Azevedo, Universidade Católica Dom Bosco

Mestrado em Educação. Docente no curso de Pedagogia da Universidade Católica Dom Bosco - UCDB. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Teoria Sócio-Histórica, Migrações e Gênero, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco. E-mail: anapaulaz20@hotmail.com

Referências

ABRAMOWICZ; Anete; OLIVEIRA, Fabiana. A sociologia da infância no Brasil: uma área em construção. Revista Educação, v. 35, n. 1, p. 39-52, jan./abr. 2010.

BELLONI, Maria Luiza. O que é sociologia da infância. Campinas-SP: Autores Associados,

CORSARO, Willian A. Sociologia da infância. Porto Alegre: Artmed, 2011.

COUTINHO, Angela Scalabrin. Pesquisa interpretativa com crianças bem pequenas. In: ENS, Romilda Teodora; GARANHANI, Marynelma Camargo. (Orgs.). Pesquisa com crianças e a formação de professores. Curitiba: PUCPRess, 2015.

CRUZ, Silvia Helena Vieira. A qualidade da educação infantil, na perspectiva das crianças. In: FORMOSINHO, Julia Oliveira (org.). A escola vista pelas crianças. Porto: Porto Editora, 2008.

DORNELLES, Leni Vieira; FERNANDES, Natalia. Estudos da Criança e pesquisa com crianças: nuances luso-brasileiras acerca dos desafios éticos e metodológicos. Currículo e Fronteiras. v.15, n.1, p. 65-78, jan – abr, 2015.

FERNANDES, Natália; TREVISAN, Gabriela de Pina. Cidadania Ativa: roteiros metodológicos. In: ALBERTO, Fátima; PICORNELL, Antonia. (Org.). Experiencias Mundiales de cidadania de la infância e adolescência. Baía, Editora UFPB, 2018, p. 212-139.

FRANCISCHINI, Rosângela; CAMPOS, Herculano Ricardo. Crianças e infâncias, sujeitos de investigação: bases teórico-metodológicas. In: CRUZ, Silvia Helena Vieira (Org.). A criança fala: a escuta de crianças em pesquisas. São Paulo: Cortez, 2008.

LEITE, Maria Isabel Ferraz Pereira. O que falam de escola e saber as crianças da área rural? Um desafio da pesquisa no campo. In: KRAMER, Sonia; LEITE, Maria Isabel. (Orgs.). Infância: fios e desafios da pesquisa. 12. ed. Campinas-SP: Papirus, 1996.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; ARAÚJO, Sara Barros. Escutar as vozes das crianças como meio de (re)construção de conhecimento acerca da infância: algumas implicações metodológicas. In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia (Org.). A escola vista pelas crianças. Porto-Portugal: Porto Editora, 2008.

ROCHA, Eloisa Acires Candal. Por que ouvir as crianças? Algumas questões para um debate científico multidisciplinar. In: CRUZ, Silvia Helena Vieira (Org.). A criança fala: a escuta de crianças em pesquisas. São Paulo: Cortez, 2008.

SARMENTO, Manuel Jacinto. Conhecer a infância: os desenhos das crianças como produções simbólicas. In: FILHO, Altino José Martins; PRADO, Patrícia Dias. Das pesquisas com crianças: à complexidade da infância. Campinas-SP: Autores Associados, 2011.

SARMENTO, Manuel Jacinto. Gerações e alteridade: interrogações a partir da sociologia da infância. Revista Educação e Sociedade, v. 26, n. 91, p. 361-378, maio/ago. 2005.

SOARES, Natália Fernandes; SARMENTO, Manuel Jacinto; TOMAS, Catarina. Investigação da infância e crianças como investigadoras: metodologias participativas dos mundos sociais das crianças. Nuances: estudos sobre educação, ano XI, v. 12, n. 13, jan./dez. 2005.

Publicado

2021-01-05

Edição

Seção

Dossiê - Infância e Crianças: discussões à luz da Sociologia da Infância