PREVENÇÃO DO BULLYING NA INFÂNCIA:

saberes necessários

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.5784

Palavras-chave:

Bullying escolar. Educação escolar e não escolar. Infância. Prevenção.

Resumo

Pensando na trajetória que ainda deve ser construída para a proteção da infância, discute-se a criança e os fatores de prevenção do bullying escolar, uma vez que existe a necessidade de aprofundar os saberes relacionados à prevenção, violações, violências e convivência escolar e a ampliação da experiência enquanto educadores, na tentativa de organizar ações e estratégias preventivas para infância, salientando a participação da instituição escolar, de espaços não escolares e a participação comunitária, como fontes de contribuição e corresponsabilidade. Trata-se de um estudo bibliográfico e com alcance descritivo. Uma discussão teórica que envolve autores sobre a criança e a Sociologia da Infância, sobre o bullying escolar e a prevenção à violência. A importância de abordar essas áreas da educação ocorre em razão da construção de vínculos afetivos tanto no ambiente escolar quanto em outros espaços com atividades que visam fortalecimento de vínculos e a convivência, nos quais o professor/educador trabalha em conjunto com profissionais que atuam fora da escola, envolvendo nessa perspectiva a participação da família e da comunidade.

Biografia do Autor

Michelle Popenga Geraim Monteiro, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Educação na Universidade Federal do Paraná. Atuou como professora colaboradora da Universidade Estadual do Paraná e docente da Prefeitura Municipal de Curitiba. Participa do Grupo de Pesquisa Comunidade de Prática de Pesquisa em Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Grupo de Pesquisa Complexidade da Universidade Federal do Paraná. E-mail: mizinhadobru@yahoo.com.br

Tatiane Delurdes de Lima-Berton, Universidade Federal do Paraná

Doutoranda em Educação na Universidade Federal do Paraná. Foi vinculada à Prefeitura Municipal de Campo Largo. Participa do Grupo de Pesquisa Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano da Universidade Federal do Paraná e na Comunidade de Prática de Pesquisa em Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano. E-mail: tati8lima@gmail.com

Araci Asinelli-Luz, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo. Professora associada do setor de Educação (UFPR). Pesquisadora na linha da cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano, do Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da UFPR. Participa dos seguintes núcleos e grupos de pesquisa: Educação, Ambiente e Sociedade (NEAS); Diversidades e Educação; Núcleo Interinstitucional de Enfrentamento das Dependências Químicas da UFPR- NIED; Núcleo de Estudos de Pedagogia Social da UFPR - NEPS e Pedagogia, Educação e Complexidade. E-mail: araciasinelli@gmail.com

 

Referências

ASINELLI-LUZ, Araci. Planejando a cultura de paz e a prevenção da violência na escola. In: MILANI, Feizi Masrour; JESUS, Rita de Cássia Pereira de. (Org.). Cultura da Paz: estratégias, mapas e bússolas. Salvador: INPAZ, 2003.

BANDEIRA, Cláudia de Moraes. Bullying: autoestima e diferenças de gênero. Dissertação de Mestrado em Psicologia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2009.

BANDEIRA, Cláudia de Moraes; HUTZ, Claudio Simon. As implicações do bullying na autoestima dos adolescentes. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional. São Paulo. v. 14. n. 1, p. 131-138, 2010.

BARBOSA, Maria Carmen Silveira. A ética na pesquisa etnográfica com crianças: primeiras problematizações. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 9, n. 1, 2014, p. 235-245, jan./ jun. 2014.

BRASIL. Presidência da República, Casa Civil. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Contém as emendas constitucionais posteriores. Brasília, DF, 1988.

______. Presidência da República, Casa Civil. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília: DF, 1990. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069Compilado.htm>. Acesso em: 07 jun. 2020.

BRONFENBRENNER, Urie. Bioecologia do desenvolvimento humano: tornando os seres humanos mais humanos. Tradução: André de Carvalho Barreto. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CARRARO, Valéria; CURY, Mauro José Ferreira. A Educação da pessoa idosa universitária e a Pedagogia de Paulo Freire. Olhar de professor, Ponta Grossa, v. 18, n.1, p. 91-98, 2015.

CORSARO, William. Sociologia da infância. Tradução de Lia Gabriele Regius Reis. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011. 384 p.

CORSARO, William; MILLER, Peggy. (Org.). Interpretive approaches to children’s socialization. San Francisco: Jossey Bass, 1992. 128 p.

DINIZ, Eva; KOLLER, Silvia Helena. O afeto como processo do desenvolvimento ecológico. Educar. Curitiba. n. 36, p. 65-76, 2010.

FANTE, Cléo. Fenômeno bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Campinas: Verus Editora, 2005.

KRAMER, Sonia. Sobre nossa responsabilidade social na educação de crianças para uma cultura da paz. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 06, n. 13, jul./dez., 2004.

LIMA, Tatiane Delurdes de; MONTEIRO, Michelle Popenga Geraim; ASINELLI-LUZ, Araci. O educador e a prática de educação preventiva integral. Quaderns d'Animació i Educació Social, v. 30, p. 1-19, 2019.

LIMA, Tatiane Delurdes de. O educador social e o pedagogo escolar na prevenção do abuso de drogas na adolescência. 167 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017.

LOPES NETO, Aramis Antônio. Bullying – comportamento agressivo entre estudantes. Jornal de Pediatra. Rio de Janeiro, 2005. P. 164-175.

LOPES NETO, Aramis Antônio. Bullying: saber identificar e como prevenir. São Paulo: Brasiliense, 2011.

MASCAGNA, G. C. Adolescência: compreensão histórica a partir da escola de Vygotsky. 2009. Dissertação (Mestrado em Psicologia). Setor de Psicologia, Universidade Estadual de Maringá, Maringá.

MONTEIRO, Michelle Popenga Geraim; LIMA, Tatiane Delurdes de; ASINELLI-LUZ, Araci. A escola como expressão da violência ou locus da cultura da paz? Dialogia, n. 32, p. 65-80, maio/ago. 2019.

MONTEIRO, Michelle Popenga Geraim. O bullying segundo a percepção dos estudantes do 5º ano do ensino fundamental. 2017, 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017.

PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA ENTRE ADOLESCENTES E JOVENS NO BRASIL: ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO. Instituto Sou da Paz: Ministério da justiça. Brasília, 2010.

RODRIGUES, Ana Paula Cordeiro Marques; CRUZ, Silvia Helena Vieira. Programa Criança Feliz: reflexões sobre o atendimento à infância no Brasil e os efeitos dessa política na garantia de direitos das crianças na primeira infância. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-16, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.22196/rp.v22i0.4570.

SALLES FILHO, Nei Alberto. Paulo Freire e educação para a paz: o mesmo sentido. IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. Curitiba: PUCPR, 2008.

SALLES FILHO, Nei Alberto. Pedagogia dos direitos humanos no contexto da educação para a paz: elementos a partir dos estudos de Johan Galtung. Anais de eventos. Curitiba. Congresso de Direitos Humanos e Políticas Públicas, 2016.

SALLES FILHO, Nei Alberto. Cultura de paz, violência, conflitos e condição de pobreza: aproximações conceituais e implicações sociais. Anais de eventos. Ponta Grossa. I Simpósio Internacional Interdisciplinar em Ciências Sociais Aplicadas. 2016.

SCHILLING, Flávia. Educação em direitos humanos: reflexões sobre o poder, a violência e a autoridade na escola. Universitas Psychologica , v. 7, p. 685-695, 2008.

SILVA, Ana Beatriz Barbosa da. Mentes perigosas nas escolas: bullying. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.

SINYAGINA, Natalya Yuryevna; RAYFSCHNAYDER, Tatiana Yuryevna. A política da educação multicultural na Rússia: foco nas prioridades pessoais. International Journal of Environmental & Science Education, v.11, n. 18, p. 12613-12628, 2016.

STOLTZ, T. As perspectivas construtivista e histórico-cultural na educação escolar. 3. ed. Curitiba, Ibpex, 2011.

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; VINHA, Telma Pileggi. Estamos em conflito, eu comigo e com você: uma reflexão sobre o bullying e suas causas afetivas. Santa Maria: Ed. Da UFSM, 2009.

TONETTO, Marcos Rafael; MARANGON, Davi; MONTEIRO, Tatiane Lopes. Influências de concepções sociológicas na construção de uma sociologia da infância. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-21, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.22196/rp.v22i0.5244.

UNESCO. Cultura de paz: da reflexão à ação; balanço da Década Internacional da Promoção da Cultura de Paz e Não Violência em Benefício das Crianças do Mundo. – Brasília: UNESCO. São Paulo: Associação Palas Athena, 2010. 256 p.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch. Historia Del Desarrollo de lãs Funciones Psíquicas Superiores. In: ZAPOROZHETS. Alexandre Vladimirovich. (Ed.). Obras Escogidas III: El problema del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. Madrid: Centro de Publicaciones Del Vysor Aprendizaje y Ministerio de Cultura Y Ciencia. p. 01 – 28. 1931.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch. El desarollo del pensamiento del adolescente y la formación de conceptos. In: ZAPOROZHETS. Alexandre Vladimirovich. (Ed.). Obras Escogidas IV: paidología del adolescente. Madrid: Centro de Publicaciones Del Vysor Aprendizaje y Ministerio de Cultura Y Ciencia. p. 47 – 109, 1931.

VYGOTSKY, Lev Semionovitch. Psicologia da Arte. São Paulo: Fontes, 1999.

ZOLOCER, Poliana Soares Quinato; COSTA, Jaqueline Batista de Oliveira. A influência do ambiente sociomoral sobre as práticas de bullying em sala de aula. Colloquium Humanarum, Presidente Prudente, v. 9, n. 2, p. 29-41, jul/dez 2012.

Publicado

2021-01-07

Edição

Seção

Dossiê - Infância e Crianças: discussões à luz da Sociologia da Infância