DIÁLOGOS ENTRE ENSINO E PESQUISA: incentivo à pesquisa como atividade investigativa na educação básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.6052

Palavras-chave:

Pesquisa. Ensino. Atividade investigativa. Educação básica.

Resumo

A atividade investigativa encontra-se no cerne da discussão deste artigo, temática a qual debruçamos nossos estudos e pesquisas. O diálogo entre ensino e pesquisa é o produto do que propomos como problemática a partir do objeto de pesquisa que trata sobre a pesquisa em educação no Brasil. Partindo da compreensão do professor como agente formador na Educação Básica, entendemos a pesquisa como eixo e apoio para a prática docente. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é apresentar a pesquisa como atividade investigativa, possibilitando um ensino preocupado com a criticidade, reflexão do aluno sobre sua realidade e as questões que o permeiam como sujeito. Dispomo-nos discutir acerca do conceito de pesquisa, o papel da mesma na prática docente, bem como sua influência na formação do aluno na Educação Básica. Fomentamos o debate quanto à articulação da pesquisa com o ensino, à importância de uma formação inicial para a pesquisa como atividade investigativa e ao senso crítico-questionador do aluno, a partir de uma metodologia que consiste no trabalho bibliográfico sobre a temática da pesquisa em educação no Brasil e sua aproximação com as questões relacionadas ao ensino. Como resultado, apresentamos a possibilidade de uma perspectiva de ensino preocupada em suscitar e instigar a curiosidade e o questionamento a partir dos conteúdos já trabalhados nos mais diversificados segmentos da Educação Básica, a fim de produzir, de fato, a atividade investigativa no cotidiano escolar.

Biografia do Autor

Aline de Carvalho Moura, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutora em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPed- UERJ). Professora Adjunta do Instituto Multidisciplinar da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino Superior e Pesquisa em Educação - ESPE/UFRRJ. E-mail: licacmoura@hotmail.com

Joyce da Costa Lima, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Graduanda em Pedagogia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ/IM), bolsista no Programa de Iniciação Científica pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino Superior e Pesquisa em Educação - ESPE/UFRRJ. E-mail: joycoosta.8@outlook.com

Referências

AMÂNCIO, Ana Maria; QUEIROZ, Ana Paula de; AMÂNCIO FILHO, Antenor. O programa de vocação científica da Fundação Oswaldo Cruz (Provoc) como estratégia educacional relevante. Revista nota de pesquisa, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, 1999.

ANDRÉ, Marli. O papel da pesquisa na articulação entre saber e prática docente. In: CLAVES, S. M.; TIBALLI, E. F. (orgs.) Anais do VII Endipe. Goiânia, v. 2, 1994.

ANDRÉ, Marli. A formação do pesquisador da prática pedagógica. Plurais revista multidisciplinar, Salvador, v. 1, n.1, p. 01-12, jan/abr, 2016.

CORRÊA, Carina Tramontina. Teoria-prática-teoria: manifestações na prática escolar. Revista Pedagógica, Chapecó, n. 5, p. 97-105, jul/dez, 2000.

GATTI, Bernadete. Implicações e perspectivas da pesquisa educacional no Brasil contemporâneo. Cadernos de pesquisa, n. 113, p. 65-81, jul, 2001.

GATTI, Bernadete. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Revista educação e sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, out/dez, 2010.

GATTI, Bernadete. Formação inicial de professores para a educação básica: pesquisas e políticas educacionais. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan/abr, 2014.

GATTI, Bernadete. Perspectivas da formação de professores para o magistério na educação básica: a relação teoria e prática e o lugar das práticas. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 29, n. 57, p. 15-28, 3 abr. 2020.

GATTI, Bernadete. A formação de professores e a pesquisa educacional. Aula Magna 2020.2. 22ª Conversa com a FEUFF, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 26 de fev. 2021. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=cQHFhpf2gqw. Acesso em: 26 de fev. 2021.

LÜDKE, Menga. O professor e sua formação para a pesquisa. EccoS – Revista Científica, São Paulo, v. 7, p. 333-349, jul/dez, 2005.

MINAYO, Maria Célia de Souza. O desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Célia de Souza. O desafio da pesquisa social. 27. ed. Petrópolis: Vozes, 2008, p.9-29.

MOURA, Aline de Carvalho. O processo de institucionalização da pesquisa educacional no Brasil: argumentos, debates e iniciativas. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

MOURA, Aline de Carvalho. Cursos de Extensão, uma questão institucional: a formação do professor pesquisador. X Seminário Internacional As Redes Educativas e as Tecnologias. Rio de Janeiro, de 01 a 04 de julho de 2019.

MOURA, Aline de Carvalho. Formação de professores e a introdução da atividade de pesquisa para educação: uma experiência formativa com alunos do PARFOR. Didática(s) entre diálogos, insurgências e políticas: tensões e perspectivas na relação com a

formação docente / organização: Giseli Barreto da Cruz; Carmen Teresa Gabriel; Mônica

Vasconcellos; Patrícia Bastos de Azevedo. p.137-145, - 1. ed. - Rio de Janeiro/Petrópolis: Faperj; CNPq; Capes; Endipe /DP et Alii, 2020.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Pesquisa. In: LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003, p. 75-81.

PESCE, Marly Krüger de; ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de; HOBOLD, Marcia de Souza. Formação do professor pesquisador: procedimentos didáticos. XI Congresso nacional de educação Educere, Curitiba, 2013.

PORTO, Tania Maria Esperon. Pedagogia da comunicação: da teoria prática com professores e alunos. Revista Pedagógica, Chapecó, n. 8, p. 15-38, jan/jul, 2002.

SANTOS, Franciele Soares dos; FIORESE, Gilmar; COMAR, Sueli Ribeiro. A meritocracia nas orientações internacionais: convergências e desafios para educação brasileira. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 22, p. 1-17, 2020.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. In: SEVERINO, Antônio Joaquim. Teoria e prática científica, 23. ed. rev. atual. São Paulo: Cortez, 2007, p. 99-126.

Publicado

2021-04-05

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua