INDIVÍDUO E EDUCAÇÃO NA PERSPECTIVA DA EMANCIPAÇÃO HUMANA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v22i0.6296

Palavras-chave:

Indivíduo. Educação. Emancipação Humana.

Resumo

O objetivo deste trabalho é discutir o desenvolvimento do indivíduo e do complexo da educação como perspectiva da formação humana. A pesquisa utiliza a metodologia que se adequa à natureza teórico-bibliográfica sobre o desenvolvimento do indivíduo e sua relação com o complexo da educação, a partir de uma investigação crítica com base nas contribuições da ontologia do ser social e da psicologia histórico-cultural. Por situar-se em uma investigação crítica, busca apreender a natureza própria, as contradições, as possibilidades e os limites do processo social de formação humana. O artigo está dividido em três partes: na primeira, tratamos sobre o que é o indivíduo como ser social e cultural; na segunda, analisamos a formação do indivíduo na sociedade do capital; e, por fim, abordamos o processo de educação na perspectiva da emancipação humana. Conclui-se que somente a partir de uma compreensão histórica dos processos de formação do indivíduo e da análise do complexo educativo, pelo qual se efetiva esse processo de formação é possível uma contribuição na busca da emancipação humana.

Biografia do Autor

Marismênia Nogueira dos Santos, Universidade Estadual do Ceará

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Licenciada em Pedagogia pela Universidade Regional do Cariri (URCA). Analista em Gestão Educacional do Estado de Pernambuco. Pesquisadora-colaboradora do Instituto de Estudos e Pesquisas do Movimento Operário (IMO) E-mail: marismenia.santos@aluno.uece.br.

Maria Núbia de Araújo, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE-UECE). Mestre em Educação pelo mesmo Programa, Licenciada em Pedagogia pelo Centro de Educação (CED-UECE). Professora da Educação Básica na Secretaria Municipal de Educação Ciência e Tecnologia do município de Caucaia-Ceará. E-mail: nubia.araujo@aluno.uece.br.

Ruth Maria de Paula Gonçalves, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Doutora em Educação. Coordenadora do Núcleo de Psicologia Social e do Trabalho NUSOL/UECE. E-mail: depaularuth@gmail.com.

Ciro Mesquita de Oliveira, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Doutorando em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Ceará.  Atualmente é Professor da rede particular de ensino superior e da rede municipal de Fortaleza-CE, Formador de professores do ensino fundamental anos iniciais. E-mail: ciro.mesquita16@gmail.com

Referências

COSTA, Frederico Jorge Ferreira. Ideologia e educação na perspectiva da ontologia marxiana. 2007. Tese (Doutorado em Educação Brasileira) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.

DUARTE, Newton. Educação escolar teoria do cotidiano e a escola de Vigotsky. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2007. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

DUARTE, Newton. A individualidade para si: contribuição a uma teoria histórico-crítica da formação do indivíduo. 3. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2013.

FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Valorização ou esvaziamento do trabalho do professor?: um estudo crítico-comparativo do construtivismo, da teoria do professor reflexivo e da psicologia vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2004. (Coleção Formação de Professores).

LEONTIEV, Alexis. O desenvolvimento do psiquismo. Tradução de Rubens Eduardo Frias. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004.

LESSA, Sérgio. Para compreender a ontologia de Lukács. 3. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007.

LESSA, Sérgio; TONET, Ivo. Introdução à filosofia de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

LUKÁCS, György. Per una ontologia dell'Essere Sociale. Roma: Riuniti, 1981. v. I, II, III.

LUKÁCS, György. História e consciência de classe: estudos sobre dialética marxista. Tradução de Rodnei Nascimento. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social II. Tradução de Nélio Schneider, Ivo Tonet, Ronaldo Vielmi Fortes. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. O capital. Tomo II. São Paulo: Abril Cultural, 1985. v. I.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. Tradução de Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2010. (Coleção Marx e Engels).

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política – livro I: o processo de produção do capital. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013. (Coleção Marx e Engels).

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas. Tradução de Rubens Enderle, Nélio Schneider e Luciano Cavini Martorano. São Paulo: Boitempo, 2007. (Coleção Marx e Engels).

MÉSZÁROS, István. Marx: a teoria da alienação. Tradução de Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

MÉSZÁROS, István. O século XXI: socialismo ou barbárie? São Paulo: Boitempo, 2003.

MÉSZÁROS, István. A crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2009.

MORAES, Betânia Moreira de. As bases ontológicas da individualidade humana e o processo de individuação na sociabilidade capitalista: um estudo a partir do livro primeiro de O Capital de Karl Marx. 2007. 161f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.

TONET, Ivo. Educação, cidadania e emancipação humana. Ijuí: Editora Unijuí, 2005.

TONET, Ivo. Educação contra o capital. Maceió: EDUFAL, 2007.

Publicado

2021-09-21

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua