EXPERIMENTAÇÃO E DOCÊNCIA NAS CIÊNCIAS DA NATUREZA: o que pensam e fazem professores de laboratório de escolas públicas estaduais do Ceará?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22196/rp.v25i1.6946

Palavras-chave:

Atividades experimentais, Ensino de Ciências, Formação docente, Ensino médio

Resumo

O uso da experimentação e do laboratório de Ciências nas aulas de Biologia, Física e Química tem sido alvo de diversas investigações que apontam suas contribuições para a construção do conhecimento científico entre estudantes da Educação Básica. Para tal, almeja-se uma formação que habilite os professores não apenas para manusear equipamentos e materiais de laboratório, mas, sobretudo, que discuta o papel pedagógico desse espaço e das atividades experimentais. Este estudo buscou investigar a formação e atuação de professores de laboratórios de Ciências de escolas públicas estaduais do Ceará e os desafios quanto ao uso da experimentação no Ensino Médio. Foi realizado um estudo exploratório qualitativo junto a dez professores que atuaram em laboratórios de Ciências entre 2018 e 2019, utilizando-se de um questionário semiestruturado, cujos dados, mediante categorias analisadas, indicam que os professores, por mais que possuam formação em cursos de licenciatura, não estudaram sobre o uso da experimentação e do laboratório no ensino de Ciências. Apesar disso, entendem suas contribuições para a aprendizagem dos estudantes e apontam como principais desafios na prática docente a ausência de materiais nas escolas, assim como a infraestrutura dos laboratórios diante da grande quantidade de estudantes que possuem. Mesmo assim, os laboratórios são utilizados com frequência para a realização de experimentação, que ocorre mais com caráter ilustrativo/demonstrativo do que investigativo.

Biografia do Autor

Maria Danielle Araújo Mota, Universidade Federal de Alagoas

Licenciada em Ciências Biológicas (UECE), Mestra e Doutora em Educação (UFC). Professora adjunta da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Campus A.C Simões. Coordenadora do Programa de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES/UFAL (2020-2022).  Professora do Programa de Pós-graduação em Ensino e Formação de professores ( PPGEFOP/UFAL) e Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECIM-UFAL). Integrande do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC/CNPq) e do Grupo Formação de Professores e Ensino de Ciências (GPFPEC/ UFAL/CNPq). 

Wanderson Diogo Andrade da Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Licenciado em Química (IFCE), Mestre em Educação (UFC) e Doutorando em Educação (UFMG). Professor substituto do Departamento de Química Biológica da Universidade Regional do Cariri (URCA). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC/CNPq).

Lucas de Sousa Ribeiro, Universidade Federal do Ceará

Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas, Mestre e Doutorando em Educação pela Universidade Federal do Ceará. Professor da Rede Estadual de Ensino do Ceará e cda Rede Municipal de Fortaleza. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC/CNPq).

Raquel Crosara Maia Leite, Universidade Federal do Ceará

Licenciada em Ciências Biológicas (UFU), Mestra em Educação (UFC) e Doutora em Educação (UFSC). É professora associada II da Universidade Federal do Ceará, lotada no Departamento de Teoria e Prática do Ensino da Faculdade de Educação. É uma das lideres do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências (GEPENCI/UFC/CNPq). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira (PPGE), do Programa de Pós-Graduação em Ensino da Rede Nordeste de Ensino (RENOEN) e do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (ENCIMA). 

Referências

ANDRADE, Tiago Yamazaki Izumida; COSTA, Michelle Budke. O Laboratório de Ciências e a realidade docente das escolas estaduais de São Carlos-SP. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 38, n. 3, p. 208-214, ago. 2016. DOI: https://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160029. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc38_3/04-EA-06-15.pdf. Acesso em: 10 nov. 2021.

ANTUNES-SOUZA, Thiago. Experimentação no ensino de Química: a urgência do debate epistemológico na formação inicial de professores. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, Vigo, v. 20, n. 3, p. 335-358, 2021. Disponível em: http://reec.uvigo.es/volumenes/volumen20/REEC_20_3_1_ex1804_538.pdf. Acesso em: 10 fev. 2022.

BASSOLI, Fernanda; LOPES, José Guilherme; CÉSAR, Eloi Teixeira. Reflexões sobre experiências de formação continuada de professores em um centro de ciências: trajetória, concepções e práticas formativas. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 4, p. 817-843, out./dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/1516-731320170040002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/5pfQLg6FWgQ7SXc5rhNJv4y/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 out. 2022.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da educação básica 2020: resumo técnico. Brasília: Inep, 2021.

BREMM, Daniele; SILVA, Lenice Heloísa de Arruda; GÜLLICH, Roque Ismael da Costa. Experimentação, ciência e ensino: concepções e relações na formação inicial de professores do PETCiências. ReBECEM, Cascavel, v. 4, n. 1, p. 101-123, 2020. DOI: https://doi.org/10.33238/ReBECEM.2020.v.4.n.1.24227. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rebecem/article/view/24227. Acesso em: 10 fev. 2022.

CACHAPUZ, Antonio et al. A necessária renovação do Ensino das Ciências. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2017.

CHAER, Galdino; DINIZ; Rafael Rosa Pereira; RIBEIRO, Elisa Antônia. A técnica do questionário na pesquisa educacional. Evidência, Araxá, v. 7, n. 7, p. 251-266, 2011. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/maio2013/sociologia_artigos/pesqusia_social.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.

GALIAZZI, Maria do Carmo et al. Objetivos das atividades experimentais no ensino médio: a pesquisa coletiva como modo de formação de professores de Ciências. Ciência e Educação, Bauru, v. 7, n.2, p. 249-263, 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/xJ9FZcgBpg8NKq3KyZNs3Hk/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 20 nov. 2021.

GALIAZZI, Maria do Carmo; GONÇALVES, Fábio Peres. A natureza pedagógica da experimentação: uma pesquisa na Licenciatura em Química. Química Nova, São Paulo, v. 27, p. 326-331, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/qn/a/vLwff6qNpbNP9Y8DHbpwzzC/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 dez. 2021.

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/SJKF5m97DHykhL5pM5tXzdj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 22 dez. 2021.

MOTA, Maria Danielle Araújo. Laboratórios de Ciências/Biologia nas escolas públicas do estado do Ceará (1997-2017): realizações e desafios. 2019. 196f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019. https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/45994. Acesso em: 13 mar. 2023.

NASCIMENTO, Emanuelle Lourenço do; RAMOS, Janaina Silmara Silva. Formação continuada de professores em nível de pós-graduação: a efetivação da meta 16 do Plano Nacional de Educação (2014-2024). Diálogo, Canoas, n. 46, p. 1-10, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i46.5852. Disponível em: https://revistas.unilasalle.edu.br/index.php/Dialogo/article/view/5852/pdf. Acesso em: 12 out. 2022.

NEPOMUCENO, Caroline Domingues; SILVESTRE, Magali Aparecida. Inserção profissional de professores iniciantes: dificuldades e desafios. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar, Mossoró, v. 7, n. 23, p. 652-661, 2021. Disponível em: https://natal.uern.br/periodicos/index.php/RECEI/article/view/3368/2795. Acesso em: 5 jan. 2022.

PAULA, Neidimar Lopes Matias de et al. A influência do PIBID na formação e atuação docente de egressos da Licenciatura em Química do IFCE - campus Iguatu. In: PEREIRA, Antônio Nunes; PINHEIRO, Maria do Socorro; FEITOSA, Nabupolasar Alves. (Org.). Das letras à sala de aula: leitura, escrita, tradução audiovisual, literatura e formação docente. Iguatu: IFCE, 2021. p. 233-261.

POZO, Juan Ignacio; CRESPO, Miguel Ángel Gómes. A aprendizagem e o Ensino de Ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

SIEBEL, Anna Maria; MENDES, Ellen Jaqueline. Metodologias ativas na área de ciências da natureza e suas tecnologias: análise de experiência de graduandos da Unochapecó. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 24, p. 1-18, 2022. DOI: https://doi.org/10.22196/rp.v24i1.6683. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/6683. Acesso em: 15 fev. 2022.

SILVA, Nara Alinne Nobre da. As atividades experimentais no contexto da docência nos Institutos Federais do estado de Goiás: reflexões a partir da epistemologia fleckiana. 2022. 287f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências) – Instituto de Química, Universidade de Brasília, Brasília, 2022. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/43850. Acesso em: 12 out. 2022.

SILVA, Nínive Matias Rodrigues; SILVA, Wanderson Diogo Andrade da; PAULA, Neidimar Lopes Matias de. O ensino de Química frente à experimentação: conhecendo diferentes realidades. Revista Debates em Ensino de Química, Recife, v. 2, n. 2, p. 70-78, 2016. Disponível em: https://www.journals.ufrpe.br/index.php/REDEQUIM/article/view/1316. Acesso em: 12 out. 2022.

SILVA, Wanderson Diogo Andrade da; CARNEIRO, Claudia Christina Bravo e Sá. O ensino de Ciências como elemento integrante da formação cidadã: mapeamento de teses e dissertações (1997-2018). Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, Foz do Iguaçu, v. 6, n. 2, p. 1-16, mai./ago. 2020. Disponível em: https://periodicos.claec.org/index.php/relacult/article/view/1818/1259. Acesso em: 27 nov. 2021.

ZÔMPERO, Andreia Freitas; LABURÚ, Carlos Eduardo. Atividades investigativas no ensino de Ciências: aspectos históricos e diferentes abordagens. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 13, n. 3, p. 67-80, set./dez. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/epec/a/LQnxWqSrmzNsrRzHh3KJYbQ/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 5 dez. 2021.

Downloads

Publicado

2023-03-13 — Atualizado em 2023-03-17

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua